ASSINE

Começa julgamento de 10 acusados de matar três irmãos em 2016 na Serra

Os gêmeos Leoni e Leonei Lima dos Santos, na época com 28 anos, morreram abraçados. Já Roniclei, de 22, tentou fugir, mas foi baleado. O crime ocorreu em frente à casa da família, no bairro Jardim Tropical

Vitória
Publicado em 12/11/2020 às 13h30
Serra
Todos os envolvidos foram presos pela polícia dias após o crime e estão sendo julgados pelo triplo homicídio. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

A Justiça começou a julgar nesta quinta-feira (12) dez acusados de tirar a vida de três irmãos no bairro Jardim Tropical, na Serra. O triplo homicídio ocorreu no ano de 2016. O trio conversava na porta de casa no momento em que os atiradores chegaram e abriram fogo contra eles. Ao todo, foram disparados mais de 50 tiros pelos executores e cada um dos irmãos foi alvejado com pelo menos 10 disparos, segundo a perícia da Polícia Civil.

O julgamento foi dividido em duas etapas: na primeira delas, cinco acusados serão submetidos ao júri. Os outros réus serão julgados no mês de dezembro. Além dos 10 adultos envolvidos no triplo assassinato, outros dois menores também tiveram participação. Eles, entretanto, já haviam sido julgados e condenados.

Os acusados serão julgados pelos crimes de homicídios duplamente qualificado consumados, um homicídio duplamente qualificado tentado, associação criminosa e corrupção de menores.

Polícia Civil apurou que o crime teria ocorrido porque um dos integrantes do bando, um garoto de 13 anos, disse que um dos irmãos o "encarou" na rua e, por não ter gostado da atitude, decidiu matá-los. Apenas 15 dias após o assassinato, 12 pessoas acusadas de envolvimento no triplo homicídio foram detidas pela DHPP da Serra. Entre elas, dois adolescentes que já foram condenados pela Vara da Infância e Juventude pelo crime.

OS IRMÃOS

As vítimas foram identificadas como Leoni Lima dos Santos e Leonei Lima dos Santos, de 28 anos, que eram gêmeos e morreram abraçados. Já Roniclei Lima dos Santos, de 22 anos, tentou correr ao perceber a presença dos atiradores, porém caiu já sem vida poucos metros à frente de onde estavam os outros dois familiares. O trio foi executado no dia 4 de setembro de 2016, na Rua Carlos Antônio Daniel Tosta.

Serra
A perícia apontou que mais de 50 disparos foram efetuados contra os irmãos, que eram baianos. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Segundo as investigações feitas pela polícia, os irmãos eram baianos e moravam no bairro há cerca de cinco anos. Os três tinham passagem pela Justiça por tráfico de drogas e outros crimes. Poucos dias após os crimes, alguns suspeitos já haviam sido presos.

Na época, o delegado Rodrigo Sandi Mori, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Serra, explicou que os executores eram de três bocas de fumo da região de Jardim Tropical, que se uniram para executar os três irmãos.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Dhpp Justiça Polícia Civil Serra rodrigo sandi mori serra

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.