ASSINE

Chacina em Vila Valério: família pode ter sido morta por queima de arquivo

Delegado suspeita que o alvo seria Vinicius Silva, que teria ligação com o tráfico de drogas. A namorada dele e a mãe e o irmão dela teriam sido assassinados porque o jovem morava  na casa da família

Tempo de leitura: 3min
Colatina
Publicado em 24/02/2022 às 18h56
Karine Flegler, 15; a mãe dela, Clauzira Flegler, de 41 anos; e o irmão, Leandro Flegler, 22,  foram mortos na chacina em Vila Valério.
Karine Flegler, 15 anos; a mãe, Clauzira Flegler, 41; e o irmão, Leandro Flegler, 22, foram mortos na chacina. Crédito: Acervo pessoal

Polícia Civil acredita que Clauzira Flegler, de 41 anos, e os dois filhos dela — Leandro Flegler, 22, e Karine Flegler, 15 — não eram os alvos da chacina que ocorreu manhã desta quinta-feira (24) em Vila Valério, no Noroeste do Espírito Santo. O alvo seria o namorado da adolescente, Vinicius Silva Pinto, 25, que também foi assassinado. A suspeita do delegado que investiga o caso, Rafael Caliman, titular da Delegacia de São Gabriel da Palha, é que a família tenha sido morta por queima de arquivo.

“Possivelmente, o alvo deste crime seria o Vinícius, que veio de Minas Gerais há pouco tempo, cerca de cinco meses, e estaria envolvido com traficantes da região de Vila Valério. Então, acreditamos que esses traficantes foram para matá-lo e acabaram matando a família toda, talvez uma queima de arquivo”, afirmou o delegado para a repórter Gabriela Fardin, da TV Gazeta Noroeste.

Vinicius Silva Pinto, 25 anos, teria ligação com o tráfico de drogas, e seria o alvo dos criminosos.
Vinicius Silva Pinto, 25 anos, teria ligação com o tráfico de drogas e seria o alvo dos criminosos. Crédito: Acervo pessoal

As quatro vítimas foram mortas na localidade de Córrego Flor de Maio, na zona rural do município. De acordo com o delegado, vizinhos informaram que viram quando quatro homens chegaram em duas motos. Em seguida, foram ouvidos disparos.

“Duas motos chegaram ao local do crime às 6 horas. Possivelmente dois criminosos entraram na casa para executar a adolescente e o namorado, e outros dois cercaram a casa e não deram chance para mãe e filho fugirem dessa chacina”,  disse.

Os corpos de Karine e de Vinícius estavam no interior da residência, no quarto. Já os corpos de Clauzira e Leandro ficaram caídos na plantação de pimenta, a cerca de 30 metros da casa. O delegado afirmou que mãe e filho ainda tentaram fugir pela janela, mas foram alcançados pelos criminosos.

Quatro pessoas são encontradas mortas em Vila Valério
Propriedade onde ocorreu o crime. Crédito: Gabriela Fardin

Polícia Militar foi acionada por volta das 7 horas pelos vizinhos, que também ligaram para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas a equipe confirmou que todos já estavam mortos. Os corpos foram encaminhados para o Serviço Médico Legal de Colatina.

A Polícia Civil já identificou suspeitos de participação no crime, porém o delegado informou que mais detalhes não poderiam ser passados para não atrapalhar as investigações.

“Temos suspeitos de participação direta na execução. Ainda pretendemos ouvir testemunhas, mas não é um trabalho simples, porque as pessoas da região têm medo”, afirmou.

FAMÍLIA PASSOU POR TRAGÉDIA RECENTE

A família ainda se recuperava de outra tragédia. Há três meses, outro filho da Clauzira, Alan Junior Flegler, de 19 anos, foi assassinado em Jaguaré. Segundo o delegado Rafael Caliman, o jovem também tinha envolvimento com o tráfico de drogas.

 Há três meses, outro filho da Clauzira, Alan Junior Flegler, de 19 anos,  foi assassinado em jaguaré. Crédito: Redes Sociais
Há três meses, outro filho da Clauzira, Alan Junior Flegler, de 19 anos, foi assassinado em jaguaré. Crédito: Redes Sociais

“Esse outro filho foi executado a cerca de três meses, e a família só soube recentemente que se tratava do jovem através de exame DNA. Acreditamos que ele estivesse envolvido com o tráfico de entorpecentes, e que um crime possa ter levado a outro”, afirmou o delegado.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.