ASSINE

Bandidos matam uma pessoa a tiros e deixam outras duas feridas em Andorinhas

O secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Alexandre Ramalho, afirmou que o crime teve relação com disputa pelo domínio de território para o tráfico de drogas e disse que o veículo usado pelos criminosos que atiraram já foi localizado

Publicado em 01/06/2020 às 14h14
Atualizado em 01/06/2020 às 14h16
Troca de tiros deixa dois mortos em Andorinhas, Vitória
Bairro Andorinhas, em Vitória. Crédito: Google Maps

Duas pessoas foram baleadas e uma foi morta a tiros na manhã do último domingo (31) no bairro Andorinhas, em Vitória. Um dia após o fato, o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Pessoal, coronel Alexandre Ramalho, informou que o crime tem relação com a disputa pelo domínio de território para o tráfico de drogas. Ele afirmou que o caso está sendo investigado e que o veículo usado pelos atiradores para a ação já foi localizado. 

No último domingo (31), o Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) recebeu informações de registros de disparos de arma de fogo em uma escadaria no bairro Andorinhas, em Vitória. Três pessoas foram baleadas e socorridas. As vítimas foram socorridas para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), mas uma delas não resistiu. Quando a polícia chegou ao local, apurou que um grupo passou de carro atirando em direção à escadaria.

Em entrevista ao ES1, da TV Gazeta, nesta segunda-feira (1º), o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Pessoal, coronel Alexandre Ramalho, falou sobre o tráfico de drogas na região e sobre a importância de tentar inibir esse tipo de crime não apenas com a ação da polícia, mas com políticas sociais. 

"A informação que nos chega é que, infelizmente, trata-se de guerra do tráfico de entorpecentes, que inclui Bairro da Penha, Andorinhas, Morro do Macaco, Resistência, bairros que compõem o Complexo da Penha, onde existe uma rivalidade muito forte por pontos de vendas para o tráfico de drogas. Onde o ponto é mais rentável, acaba tendo esse confronto armado. Ontem foi mais uma lastimável cena, que envolve essa garotada de 12 a 21 anos, afastada completamente de pareceres educacionais, religiosos, sociais, e que precisam de uma outra ferramenta além da ação policial para conduzi-los em uma vertente diferente do tráfico de entorpecentes", afirmou. 

CARRO USADO NO CRIME É LOCALIZADO

O secretário completou que polícia já está investigando o caso e que o veículo usado na ação foi localizado. Dentro do carro, havia  munições de arma de fogo.

"Agora cabe à investigação. Com certeza (os criminosos) serão presos, mas cabe o encaminhamento social para todos esses jovens que estão trazendo esses transtornos, essa tristeza para a comunidade, como essa comunidade que sofre agora, que é Andorinhas. Continuamos com o nosso trabalho forte e firme em cima de indivíduos que trazem esses transtornos à comunidade e continuaremos fazendo nosso papel policial, mas é importante um outro encaminhamento para que esses jovens enxerguem a vida numa outra perspectiva que não seja o tráfico de entorpecentes", afirmou. 

SESP DIVULGA DIMINUIÇÃO DE HOMICÍDIOS

Ainda segundo Ramalho, dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) indicam que os números de homicídios no Espírito Santo no mês de maio deste ano diminuíram se comparados ao mesmo período de 2019. Em 2020 maio teve 76 homicídios, enquanto em 2019 foram 80 no mesmo mês. 

"Também quebramos curva de crescimento que apontavam desde março (de 2020), quando tivemos 140 homicídios, em abril foram 94 e maio 76. Continuaremos trabalhando fortemente", garantiu. 

Espírito Santo Sesp Vitória (ES) Bairro Andorinhas espírito santo tráfico de drogas

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.