ASSINE

Após 18 dias de internação, padre de Vitória morre devido à Covid-19

O sacerdote era pároco na paróquia Nossa Senhora das Graças, no bairro Jucutuquara, na Capital. Ele coordenava também a Comissão Bíblico-Catequética na Arquidiocese

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 21/06/2021 às 15h36
O padre Fernando Antônio Silva de Souza foi internado por complicações da Covid-19
O padre Fernando Antônio Silva de Souza foi internado por complicações da Covid-19. Crédito: Reprodução/Facebook/Arquidiocese de Vitória

O padre Fernando Antônio Silva de Souza, de 37 anos, que estava em estado gravíssimo intubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular em Vitória em tratamento da Covid-19, não resistiu às complicações e teve morte confirmada na tarde desta segunda-feira (21). O sacerdote era pároco na Paróquia Nossa Senhora das Graças, no bairro Jucutuquara, na Capital.

Em nota, a Arquidiocese de Vitória confirmou a informação, apontando que o clérigo começou a sentir os primeiros sintomas ainda no dia 31 de maio, tendo sido internado no dia 3 de junho, no hospital Santa Rita.⠀

O padre Fernando nasceu em 12 de junho de 1984 em Vitória, foi ordenado sacerdote em 4 de fevereiro de 2017, na Catedral de Vitória, por dom Luiz Mancilha, arcebispo na época. Na Arquidiocese, ele coordenava também a Comissão Bíblico-Catequética e era o coordenador da Área Pastoral de Vitória.⠀

A Arquidiocese de Vitória agradeceu, na manifestação de pesar, à equipe médica e aos demais profissionais da saúde pelo empenho durante o tratamento do padre Fernando, e também agradeceu a todos aqueles que se uniram em orações. Além de ter feito agradecimento especial aos familiares do sacerdote, principalmente à mãe, aos paroquianos, amigos e ao clero, desejando que "este momento de dor seja atravessado na firme confiança no Deus da vida e na esperança da feliz ressurreição".⠀

O governador do Estado, Renato Casagrande, também lamentou a morte do religioso. Em seu perfil no Twitter, disse que estar muito triste com o falecimento do padre Fernando que tinha "tanta vida pela frente". "Aos familiares e amigos da Paróquia de Jucutuquara, meu afeto e minha solidariedade. Siga em paz, padre!", postou o governador.

SEPULTAMENTO

Segundo o padre Ricardo Passamani, o corpo do padre Fernando chegará à Catedral de Vitória por volta das 21h desta segunda-feira para o velório, ato que foi liberado devido ao tempo decorrido desde os primeiros sintomas da Covid-19. Nesta terça-feira (22), às 8h, será realizada a missa de corpo presente. Em seguida, será realizado um cortejo até o município de Viana, onde haverá o sepultamento à tarde, em horário ainda a ser definido.

DEZOITO DIAS DE INTERNAÇÃO

O padre Fernando começou a sentir os primeiros sintomas da Covid-19 no dia 31 de maio. Logo depois, no dia 3 de junho, os sintomas aumentaram e ele foi internado. No dia 8, ele precisou ser intubado e foi transferido para uma UTI após piora no quadro.

No dia 12 de junho, dia do aniversário dele, o padre chegou a ser extubado e voltou a utilizar apenas a máscara de oxigênio, após responder bem ao tratamento. No entanto, no dia seguinte, a situação voltou a se agravar e o sacerdote precisou ser intubado novamente.

A situação voltou a se agravar na quarta-feira (16) da semana passada, quando o padre passou a depender de uma quantidade crescente de oxigênio para respirar. Sem apresentar nenhuma melhora no final de semana, o estado de saúde que já era grave, passou a ser considerado gravíssimo nesta segunda-feira (21), quando foi confirmada a morte.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.