ASSINE

UTIs no ES: taxa de ocupação para coronavírus é de 55%, mas ainda não preocupa

Em entrevista ao Bom Dia Espírito Santo, da TV Gazeta, o subsecretário de Assistência em Saúde, Fabiano Ribeiro, afirmou que a Secretaria de Estado da Saúde vem antecipando as etapas de aumento de leitos de UTIs para garantir o atendimento aos infectados em estado mais grave

Publicado em 15/04/2020 às 10h47
Atualizado em 15/04/2020 às 12h45
Novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com respirador no Hospital Jayme Santos Neves, na Serra.
Novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com respirador no Hospital Jayme Santos Neves, na Serra. . Crédito: Reprodução/TV

A taxa de ocupação dos leitos de UTI nos seis hospitais públicos de referência para a Covid-19 já é de 55% e vem crescendo ao longo dos últimos dias, mas a situação ainda não é considerada preocupante, de acordo com o subsecretário de Estado da Assistência em Saúde, Fabiano Ribeiro.

Em entrevista ao Bom Dia Espírito Santo, da TV Gazeta, o subsecretário afirmou que a Secretaria de Estado da Saúde vem antecipando as etapas de aumento de leitos de UTIs para garantir o atendimento aos infectados em estado mais grave.

"Estamos preparados. Temos um aumento progressivo nos leitos. Importante registrar que no interior a taxa de ocupação é baixíssima. Se você pegar os hospitais do interior, estão com os leitos praticamente desocupados. Neste momento a taxa de ocupação e o tempo de permanência desses pacientes não nos traz preocupação", afirmou Ribeiro, que destacou, no entanto, que o Estado deve ter um aumento grande de casos nos próximos 15 dias.

O Espírito Santo tem 557 casos confirmados do coronavírus até esta terça-feira (14). O Estado já registra casos de transmissão comunitária da doença, ou seja, quando não há como identificar a origem da contaminação. Dos casos confirmados, 86 pacientes já estão curados, 361 estão em isolamento residencial e 92 estão internados, sendo 58 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Dezoito mortes foram confirmados e duas seguem em investigação.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.