ASSINE

Passageiros usam máscaras de proteção contra coronavírus no aeroporto

Após registros feitos pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) por suspeita de coronavírus no Espírito Santo, quem chega ou sai em viagem está receoso

Publicado em 26/02/2020 às 21h43
O administrador Paulo Lima usa a máscara como proteção contra o coronavírus. Crédito: Alberto Borém
O administrador Paulo Lima usa a máscara como proteção contra o coronavírus. Crédito: Alberto Borém

Após registros feitos pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) por suspeita de coronavírus em duas pessoas que chegaram recentemente ao Espírito Santo após viagens ao exterior  - sendo um já descartado outro em investigação - passageiros que chegam ou partem pelo Aeroporto de Vitória estão receosos e chegam a usar máscaras durante o voo. 

Apesar de o uso de máscaras só ser recomendado para pessoas que são funcionárias da Saúde e estão em contato com pessoas infectadas, há quem prefira usar o equipamento de proteção por precaução. 

O administrador aposentado, Paulo Lima, que mora no Espírito Santo há 35 anos, afirma que o uso da máscara não é por medo apenas do coronavírus, mas também para evitar o contágio de outros vírus.

"A tentativa é proteger não apenas do coronavírus, mas também de outros vírus comuns. Deveria ser uma cultura nossa tentar evitar. Não acredito que a máscara seja uma proteção total, mas ajuda. Devemos, na medida do possível, colaborar para a não propagação do vírus", afirmou o aposentado.

Segundo ele, que chegou dos Estados Unidos após escala em São Paulo nesta quarta (26), não há orientações para proteção geral das pessoas nos locais por onde passou anteriormente.

"Passei por Estados Unidos e Canadá e vi pouca gente usando máscara, acho até que pelo fato de estar se desmistificando que ela é uma proteção total. O mais importante são os hábitos de higiene pessoal", comentou Paulo Lima.

Reivindicando mais ações da Secretaria de Saúde e do próprio Aeroporto de Vitória, a capixaba Marlene Dassie disse estar preocupada com a chegada de passageiros vindos do exterior ao Espírito Santo.

"É complicado não entrar em desespero, existe uma circulação de gente do mundo inteiro. Acho que a Secretaria de Saúde deveria ter maior preocupação. Estar presente, fazer testes, prevenção", disse Marelene Dassie.

PROTEÇÃO

Em seu site oficial, a Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (Sesa) informa que há um plano de contingência elaborado desde o início dos casos de coronavírus na China, sendo definidos hospitais referências. Afirmou ainda que há um "esforço para que o vírus não circule entre nós".

Já o Aeroporto de Vitória detalhou que, desde o fim de janeiro, um aviso sonoro com informações do vírus tem sido emitido na área e que o álcool gel também está presente entre as formas de prevenção do contágio. Segundo a Assessoria de Comunicação, a Aeroportos do Sudeste segue os protocolos recomendados pela norma técnica da Anvisa.

Aeroporto de Vitória funciona normalmente, apesar da apreensão dos passageiros. Crédito: Alberto Borém
Aeroporto de Vitória funciona normalmente, apesar da apreensão dos passageiros. Crédito: Alberto Borém

Funcionários do aeroporto ainda detalharam que o uso de máscaras de proteção foi frequente na manhã desta quarta-feira (26), antes de um caso de possível contaminação ser descartado na Grande Vitória.

Uma das empresas aéreas presentes no aeroporto da capital capixaba, a Azul informou por nota que orientou seus tripulantes e clientes a usarem máscaras de proteção contra o coronavírus. No Aeroporto de Vitória, os funcionários da Azul não quiseram gravar entrevista, mas estavam vestidos com máscaras de proteção.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.