Coronavírus: OAB-ES suspende pagamento da anuidade dos advogados

Decisão é para evitar problemas financeiros para os advogados. As parcelas de março, abril e maio serão transferidas para outubro, novembro e dezembro

Publicado em 21/03/2020 às 09h41
Atualizado em 21/03/2020 às 09h56
Sede da Ordem dos Advogados do Brasil - seccional Espírito Santo. Crédito: A Gazeta
Sede da Ordem dos Advogados do Brasil - seccional Espírito Santo. Crédito: A Gazeta

Ordem dos Advogados do Brasil no Espírito Santo (OAB-ES) decidiu nesta sexta-feira (20) adiar o vencimento das parcelas da anuidade de março, abril e maio. A medida é consequência da pandemia do novo coronavírus, para evitar problemas financeiros para os advogados.

As parcelas serão transferidas para outubro, novembro e dezembro, sem cobrança de juros ou correção monetária. O advogado que desejar prorrogar, deve solicitar à OAB.

“Entendemos a situação delicada dos advogados do Estado, impactados pela suspensão de prazos nos tribunais e pela queda geral na demanda de clientes. Estamos solidários com nossa classe e vamos fazer o que for possível para minimizar as dificuldades”, declara José Carlos Rizk Filho, presidente da OAB-ES.  

Além disso, para evitar o avanço do contágio da Covid-19, entre outras medidas, a Ordem suspendeu reuniões e eventos e adotou home office para os colaboradores até 27 de março.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.