ASSINE

Vitória, Serra e Aracruz lideram criação de empregos no ES em junho

Estado criou 6.010 postos de trabalho formal no mês de junho, segundo dados do Novo Caged. Veja as cidades que mais criaram vagas de emprego

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 29/07/2021 às 16h01
Atualizado em 29/07/2021 às 16h02
 Filas gigantes nos bancos de Campo Grande, marcaram a quarta-feira de comércio aberto na Grande Vitória
Capital criou 1.266 novos postos de trabalho em junho. Crédito: Fernando Madeira

Vitória foi o município do Espírito Santo que criou mais vagas de empregos no mês de junho. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia nesta quinta-feira (29), foram 5.865 contratações e 4.599 demissões na Capital, que registrou saldo positivo de 1.266 postos de trabalho.

A diferença entre a abertura e o fechamento de vagas em Vitória representa 21,06% do crescimento do emprego formal capixaba. No mês passado, o Estado criou 6.010 novas vagas sob influência da recuperação do setor de serviços.

Serra registrou o segundo maior quantitativo de empregos, com 1.162 contratações a mais do que o número de demissões. Em terceiro lugar, vem o município de Aracruz, no Norte do Espírito Santo, com saldo positivo de 812 vagas.

De modo geral, os três são municípios que contam com grandes indústrias mas também com vasta gama de serviços, que são justamente as áreas que mais abriram vagas em território capixaba no mês passado.

Vila Velha Cariacica, na região da Grande Vitória, também tiveram acréscimo no estoque de empregos formais, com 558 e 381 novos contratados, respectivamente.

Já os municípios de Sooretama (-171), Vila Valério (-144) e São Mateus (-82) são os que ainda sentem os maiores reflexos da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, terminando o mês com mais demissões que contratações.

CRIAÇÃO DE EMPREGOS POR CIDADE NO ES

CONTRATAÇÕES NO ESTADO

O Espírito Santo criou 6.010 postos de trabalho formal no mês de junho, segundo dados do Novo Caged. O resultado foi puxado pelo setor de serviços, responsável pela maior parte das contratações de carteira assinada.

Há uma leve desaceleração em relação a maio, quando foram criados aproximadamente 7,4 mil postos. Entretanto, a pesquisa mostra que no primeiro semestre de 2021 foram 30.042 vagas de emprego geradas. O levantamento considera o número de pessoas contratadas em relação às demissões.

Já nos últimos 12 meses, o Estado apresentou um saldo positivo de 63.799 novas admissões, apesar dos impactos da pandemia sobre a economia capixaba.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.