ASSINE

Tirar carteira de motorista e casar em cartório ficam mais caros no ES

Valor de Referência do Tesouro Estadual (VRTE), base para o cálculo de diversos serviços no Estado, foi reajustado de R$ 3,5084 para R$ 3,6459 em 2021

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 11/01/2021 às 16h50
Tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) será mais caro em 2021 no ES
Tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) será mais caro em 2021 no ES. Crédito: Marcelo Casall Jr/Agência Brasil

Se tirar a carteira de motorista ou até mesmo casar estavam na lista de planos adiados para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus em 2020, prepare o bolso: esses sonhos vão ficar mais caros.

Isso porque o Valor de Referência do Tesouro Estadual (VRTE) para este ano foi atualizado pelo Governo do Espírito Santo. Esse índice é a base para o cálculo das taxas cobradas por diversos serviços, como em cartórios e órgãos estaduais como o Detran-ES.

De 2020 para 2021, o VRTE foi reajustado de R$ 3,5084 para R$ 3,6459. Com isso, para tirar a primeira habilitação ou a reabilitação para carro ou moto, por exemplo, o interessado, que em 2020 tinha que pagar uma taxa ao Detran de R$ 378,90, agora terá que desembolsar R$ 393,76. Ou seja, um reajuste de R$ 14,86.

Os processos de união e divórcios também ficaram mais caros. De acordo a tabela de valores do Sindicato dos Notários e Registradores do Estado do Espírito Santo (Sinoreg-ES), os casamentos em cartórios e igrejas subiram de R$ 435,55 (2020) para R$ 452,62.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.