ASSINE

Siderúrgica vai investir US$ 50 milhões em Cariacica e gerar 110 empregos

Grupo mexicano Simec, que comprou a fábrica da ArcelorMittal Cariacica em 2018, vai ampliar e modernizar a planta, aumentando a capacidade de produção

Publicado em 22/12/2020 às 18h59
Atualizado em 22/12/2020 às 18h59
Fábrica da Simec em Cariacica receberá investimentos
Fábrica da Simec em Cariacica receberá investimentos. Crédito: Simec/Divulgação

A siderúrgica Simec vai investir US$ 50 milhões na ampliação e modernização da fábrica localizada em Cariacica, no Espírito Santo.  O anúncio foi feito nesta terça-feira (22) em reunião com o governador do Estado, Renato Casagrande. O investimento corresponde a cerca de R$ 258 milhões na cotação atual do dólar. 

A estimativa é de que sejam criados aproximadamente 110 empregos com a ampliação, sendo 30 diretos e 80 indiretos. O Grupo Simec, de origem mexicana, opera no Estado desde 2018, quando comprou as operações da ArcelorMittal Cariacica. A empresa conta com uma área de mais de 1,2 milhões de metros quadrados e atende indústrias de transformação, automotiva, energia e construção mecânica de todas as regiões do Brasil.

Segundo o governo, entre os investimentos previstos estão a ampliação da usina com o aumento da produção de 600 a 800 mil toneladas por ano; instalação de forno de desgaseificação para eficiência e tratamento dos gases; máquina de lingotamento automática; alinhamento do sistema do laminador existente (modernização); e produção de 120 mil toneladas de billet para parada de laminação.

De acordo com o CEO Brasil do Grupo Simec, Jaime Moncada Ramos, a empresa vem consolidando seus negócios no país e o investimento em Cariacica vai elevar a capacidade de produção do conglomerado no Brasil.

“Serão investidos US$ 50 milhões na ampliação da Aciaria e modernização da laminação. Aumentando assim, a capacidade produtiva anual do grupo no país para 1,3 milhão de toneladas de aço bruto, na forma de tarugos e 1,05 mil toneladas de produtos laminados (barras, vergalhões, perfis leves, médios, pesados, aços especiais e fio máquina), atendendo todo o mercado brasileiro”, disse.

Na reunião, o governador Casagrande destacou a organização do Estado e disse que o Espírito Santo, mesmo tendo enfrentado um ano difícil em 2020, vem sendo um "porto seguro para investidores".

"Essa ampliação da Simec vai aumentar a competitividade dos produtos aqui produzidos em nível regional e nacional. Essa confiança da indústria diz muito sobre a nossa organização, que está acima da média na comparação com outros Estados", afirmou Casagrande. 

Com informações do governo do Estado

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.