ASSINE

Reforma da Previdência do ES vai trazer economia de R$ 3 bi em 10 anos

Projetos que mudam concessão de aposentadoria do funcionalismo serão enviados na tarde desta quarta-feira à Assembleia Legislativa

Publicado em 13/11/2019 às 14h31
Procurador-geral do ES, Rodrigo de Paula, em entrevista sobre a nova Previdência do ES. Crédito: Siumara Gonçalves
Procurador-geral do ES, Rodrigo de Paula, em entrevista sobre a nova Previdência do ES. Crédito: Siumara Gonçalves

Os projetos que compõem a reforma da Previdência dos servidores do Espírito Santo, se aprovados sem alterações pela Assembleia Legislativa, vão promover uma economia de R$ 3 bilhões em dez anos aos cofres estaduais.

As estimativas foram divulgadas pelo procurador-geral do Estado, Rodrigo de Paula, em coletiva à imprensa, após a apresentação da proposta de reformulação previdenciária aos deputados estaduais.

Os textos que estabelecem as novas regras serão finalizados nesta tarde pelo governo para serem enviadas até o final do dia ao Legislativo.

Com informações de Natalia Bourguignon e Vinícius Valfré

A Gazeta integra o

Saiba mais
aposentadoria ipajm (instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Espírito Santo) previdência reforma da previdência Previdência do es

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.