ASSINE

Prova de vida do INSS e auxílios emergenciais atraem novos golpes

Criminosos estão se aproveitando do agravamento da pandemia para aplicar armadilhas financeiras nos mais pobres e também em aposentados

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 01/04/2021 às 12h17
Atualizado em 01/04/2021 às 12h17
Golpe usa falso cadastro do Renda Cidadã para roubar dados
Golpe promete novas parcelas de auxílio. Crédito: Caroline Freitas

Criminosos estão se aproveitando do agravamento da pandemia para aplicar golpes em famílias que enfrentam dificuldades financeiras, e também em aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que precisam cumprir tarefas burocráticas, como a realização da prova de vida, para continuar tendo acesso ao benefício previdenciário.

O próprio INSS fez o alerta de que segurados estão recebendo ligações de bandidos, passando-se por agentes da Previdência, com a suposta desculpa de agendamento da prova de vida, a fim de roubar informações. "Na ligação, são falados todos os dados pessoais e enviada uma mensagem, por WhatsApp, pedindo para que o aposentado envie uma foto de um documento para finalizar o processo."

O órgão avalia que o golpe começou a ser aplicado com a ampliação da prova de vida por biometria facial, realizada por meio do aplicativo Meu gov.br, disponível para Android e iOS. Após ser instalado, ele pede autorização para acessar os dados pessoais e a câmera do celular. Em seguida, é preciso confirmar documentos e tirar algumas fotos do rosto.

O INSS alertou que só entra em contato com o cidadão em situações específicas e para informar a respeito de procedimentos, andamento de requerimentos ou realizar reagendamentos, e, em nenhum momento solicita qualquer informação, como CPF, nome da mãe ou senhas.

"O segurado pode receber um e-mail, um SMS, uma carta ou ligação do INSS, sempre por meio dos canais oficiais de atendimento: Meu INSS, Central de Atendimento 135, ou SMS identificado como 280-41. O segurado é contatado por meio das informações fornecidas em seu cadastro (e-mail, telefone e endereço) e, por isso, é importante que mantenha o seu cadastro junto ao INSS atualizado com os dados para contato. A atualização pode ser feita pelo Meu INSS e por meio da Central 135."

Por outro lado, a entidade explica que quando o próprio segurado entra em contato com o INSS através dos canais oficiais, poderão ser solicitar informações como CPF e nome da mãe para confirmação da identidade do interessado.

FALSO CADASTRO PARA RECEBIMENTO DE AUXÍLIO

Desde que o governo federal começou a falar sobre a possibilidade de uma nova extensão do auxílio emergencial, golpistas têm enviado mensagens pelo WhatsApp e SMS para tentar fisgar vítimas e roubar seus dados. Até programas que nem sequer saíram do papel, como o Renda Cidadã — que seria um programa de transição após o fim do auxílio — entram na jogada.

Em um dos esquemas, a vítima recebe uma mensagem dizendo: “As inscrições para o Programa Renda Cidadã Emergencial já estão disponíveis. O auxílio pode chegar a R$350 por família cadastrada”. O texto vem seguido de um link (iniciado por consulta.renda-cidada…), por meio do qual seria possível consultar quem tem direito ao benefício.

Golpe que promete renda mensal de prefeitura faz mais de 35 mil vítimas em 24h
Golpe que promete renda mensal de prefeitura fez vítimas em todo o país. Crédito: Caroline Freitas

Em outro, golpistas enviam um link para inscrição em um suposto programa de renda mínima municipal que pagaria R$ 130 por mês. Sem dizer o nome da cidade, o texto diz que a "Prefeitura Municipal abriu inscrições para o Programa Renda Mensal Familiar 2021, e que as famílias cadastradas receberão um auxílio de R$ 130 por mês". Para que o cadastro seja realizado, é preciso clicar em um link do suposto programa e preencher algumas informações pessoais.

Uma terceira história diz que auxílio emergencial foi prorrogado para 2021 com valor reajustado de R$ 300 até R$ 600, e que, para receber a extensão, é preciso solicitar a renovação do pagamento. Existe até a possibilidade de escolha do número de parcelas que se deseja receber (duas, três ou seis).

Após preencher o questionário, a etapa final é compartilhar a mensagem com cinco grupos e quatro amigos no WhatsApp para, assim, poder agendar a data para sacar as parcelas. Mas ao clicar em “compartilhe no status” os hackers acabam tendo acesso a todos os dados da vítima.

Golpe no WhatsApp promete novas parcelas de auxílio
Golpe promete novas parcelas do auxílio emergencial. Crédito: Reprodução/Redes sociais

Vale destacar que, apesar da renovação do auxílio ter sido autorizada pelo governo, neste ano, o benefício será pago a um grupo menor de pessoas, e não haverá novo cadastro. As pessoas que terão direito serão famílias vulneráveis que tiveram acesso ao benefício no ano passado, e receberão de forma automática, pelo aplicativo Caixa Tem.

Cada parcela terá valor médio de R$ 250. Pessoas que vivem sozinhas receberão R$ 150 por mês. Para mulheres chefes de família, o valor será de R$ 375 -50% mais alto do que o benefício básico. Nesse caso, o decreto define que o valor será pago a grupos familiares comandados por mulheres sem cônjuge, com no mínimo uma pessoa menor de 18 anos.

Na nova rodada, será permitido que apenas uma pessoa por família receba o benefício. Em 2020, o governo autorizou o pagamento para até duas pessoas por lar.

COMO SABER SE UM LINK É SEGURO OU PERIGOSO

O dfndr lab - laboratório de cibersegurança da PSafe - mantém, em seu site, uma plataforma para análise de links. É possível copiar um endereço web e identificar se ele é segurou ou traz algum perigo, segundo os cruzamentos com a base de monitoramento do laboratório.

Se você já clicou e acessou o site

  • Não compartilhe nenhum dado pessoal ou financeiro.
  • Se você inseriu alguma senha ou dados de cartão de crédito, mude a senha imediatamente e reporte o incidente para a operadora do cartão.
  • Use aplicativos antivírus, antiphishing e antimalware em seu celular e computador.
  • Se você compartilhou o link com alguém, avise e garanta que a pessoa saiba que o link é potencialmente perigoso.

Se você ainda não clicou no link

  • Use sempre um detector de phishing para verificar a procedência de links suspeitos.
  • Suspeite de qualquer mensagem que ofereça prêmios, promoções e descontos absurdos.
  • Trate com extremo cuidado qualquer solicitação de dados pessoais ou financeiros em páginas suspeitas.
  • Instale um antivírus com proteção contra phishing para bloqueio automático de links maliciosos.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.