ASSINE

Coronavírus no ES: saiba se seu local de trabalho deve ou não fechar

Apesar do decreto assinado pelo governador, muitas pessoas seguem com dúvidas se precisam, ou não, continuar trabalhando de forma presencial

Publicado em 21/03/2020 às 19h44
Atualizado em 21/03/2020 às 21h04
Decreto do governo estadual determinou o fechamento de vários tipos de comércios. Crédito: Vitor Jubini
Decreto do governo estadual determinou o fechamento de vários tipos de comércios. Crédito: Vitor Jubini

A pandemia do coronavírus tem mudado a realidade e a rotina de muitos capixabas. Na última sexta-feira (20), por exemplo, o governador Renato Casagrande (PSB) determinou que o fechamento de diversos comércios. Academias de ginástica, boates e centros de eventos estão entre os negócios proibidos de funcionar.

Apesar do decreto assinado pelo governador, muitas pessoas seguem com dúvidas se precisam, ou não, continuar trabalhando de forma presencial ou se devem passar a fazer home office.

De acordo com o governo do Estado, a melhor forma de saber se o local deverá ficar fechado, ou não, é consultando a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE). Segundo o governo, empresas que tiverem o CNAE de comércio fecham – com exceção dos que foram liberados, farmácias, padarias, supermercados, entre outros.

Já as empresas que não têm CNAE de comércio podem continuar trabalhando. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) disponibiliza em seu site a lista do CNAE. Quem tiver dúvida pode acessar a página para ver quais são os CNAEs do comércio. FAÇA A PESQUISA CLICANDO AQUI.

A medida do governo estadual tem validade inicial de 15 dias, começando neste sábado (21). Veja abaixo o que funciona normalmente ou com restrições.

FUNCIONA NORMALMENTE

  • Supermercados*
  • Farmácias
  • Padarias
  • Serviços de alimentação e cuidado com animais
  • Postos de combustíveis
  • Lojas de conveniência
  • Feiras livres
* No caso de supermercados, o governo ainda pode exigir uma limitação na entrada de clientes se a movimentação continuar alta, visando evitar aglomerações.

FUNCIONAM ATÉ 16 HORAS

  • Restaurantes
  • Lanchonetes
*Lanchonetes na beira de estradas podem ficar abertos sem limite de horário. 

DELIVERY E SERVIÇOS INTERNOS

  • Delivery: fica permitido o serviço de entrega e de retirada no estabelecimento mesmo após horário de fechamento. Autorização vale também para lojas.
  • Serviços internos: permitidos. O que não pode haver é abertura para o público.

FUNCIONAM COM RESTRIÇÕES

  • Bancos: ficam com as portas fechadas. Haverá atendimento interno apenas para quem precisar sacar benefícios. Os caixas eletrônicos ficarão liberados.

NÃO PODEM FUNCIONAR

  • Comércio varejista geral
  • Bares
  • Lojas de rua

JÁ ESTAVAM PROIBIDOS DE ABRIR

  • Shopping centers e centros comerciais: podem abrir estabelecimentos essenciais como supermercados, farmácias e clínicas.
  • Academias de ginástica.
  • Boates e centros de eventos.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.