ASSINE

Coronavírus: São Paulo decreta fechamento total de serviços não essenciais

Determinada pelo governador João Doria (PSDB), medida vale por 15 dias, começando na próxima terça-feira (24)

Publicado em 21/03/2020 às 14h15
Atualizado em 21/03/2020 às 14h15
Coronavírus (Covid-19) . Crédito: Freepik
Coronavírus (Covid-19) . Crédito: Freepik

O governador de São PauloJoão Doria (PSDB), anunciou neste sábado (21) estado de quarentena por 15 dias como medida de combate à pandemia de coronavírus, começando na próxima terça-feira (24).

Segundo ele, a medida implica no fechamento de todo o comércio e serviços não essenciais. Podem seguir funcionando serviços de saúde, segurança, supermercados e limpeza, por exemplo.

"Nenhuma medida aqui anunciada é restritiva ao trabalho das indústrias. A indústria não tem atendimento público", disse Doria. O tucano afirmou que o ramo é fundamental para o atendimento no país. Construção civil, telemarketing e bancos podem operar seguindo este mesmo princípio.

O número de mortes pelo coronavírus no estado de São Paulo subiu para 15, 6 a mais que no último balanço. O anúncio também ilustra uma mudança na linha de atuação do governo, que antes trabalhava com recomendações, e agora passa a tratar o fechamento de estabelecimentos e o isolamento como obrigatório. "Saímos do campo da recomendação para determinação", disse.

FORÇA POLICIAL

Segundo o governador, padarias, bares e café podem seguir funcionando para "venda de gêneros e produtos" e de "alimentação preparada", mas não especificou como será tal dinâmica. Na capital, a prefeitura já tem feito fiscalização de comércios, inclusive com a polícia.

"Vamos adotar medidas policiais para aglomerações, festas funks", acrescentou Doria nesta sexta. Ele ainda chamou quem organiza as festas de promotores do mal.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.