ASSINE

Clientes com empréstimos e cartões devem manter pagamentos à Dacasa

Mesmo em liquidação extrajudicial, a empresa continua funcionando até que todos os credores e ativos sejam liquidados. Quem tem financiamento tem que continuar pagando de maneira normal

Publicado em 13/02/2020 às 20h05
Atualizado em 14/02/2020 às 09h28
Dacasa Financeira, no Centro de Vitória. Crédito: Marcos Fernandez
Dacasa Financeira, no Centro de Vitória. Crédito: Marcos Fernandez

A Dacasa Financeira teve a liquidação judicial decretada nesta quinta-feira (13), com o objetivo de evitar a falência da empresa. A companhia agora está sob ação do Banco Central por meio de um liquidante, que atua como uma espécie de interventor. Apesar disso, clientes  que possuem empréstimos ou débitos de cartões de crédito devem continuar efetuando os pagamentos normalmente sob o risco de ter o nome negativado caso as dívidas não sejam pagas. Quem explica é o doutor em Finanças e Contabilidade Fernando Galdi.

“A empresa continua funcionando até que todos os credores e ativos sejam liquidados. Quem tem financiamento tem que continuar pagando de maneira normal. Isso não tem nenhuma relação com a dívida das empresas”, destaca.

Essa é a mesma informação repassada pela empresa. “Todos os clientes que tenham dívidas com a Dacasa, devem continuar procurando a empresa. Todas as lojas estão funcionando normalmente”, informou por meio da assessoria de imprensa. Em caso de renegociação de dívidas o cliente também pode continuar procurando a empresa.

Caso não pague, o cliente pode acabar com o nome nas listas de devedores de Sepc e Serasa.

ENTENDA

A Dacasa Financeira e a Uniletra Corretora começam a passar por um processo de liquidação extrajudicial, no qual um liquidante passa a ser responsável pela administração das empresas. A decisão do Banco Central foi publicada no Diário Oficial na manhã desta quinta-feira.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.