ASSINE

Vacinação em Viana: efeitos da imunização em massa devem aparecer em julho

Expectativa de primeiros resultados do estudo internacional a ser realizado no município é do secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes. Cerca de 8 mil moradores já realizaram o cadastro para participar do mutirão do próximo domingo (13)

Vacina de Oxford
Meia dose da vacina de Oxford/AstraZeneca será aplicada em voluntários em Viana. Crédito: Carlos Alberto Silva

Cerca de 8 mil moradores de Viana, com idade entre 18 e 49 anos, já realizaram o cadastro para participar do estudo internacional para avaliar a eficácia da aplicação de meia dose da vacina do laboratório Astrazeneca em parceria com a universidade britânica de Oxford. O resultado da imunização em massa da população da cidade deve começar a aparecer no final do mês de julho, segundo Nésio Fernandes, secretário de Saúde do Estado. 

"A população de Viana está sendo convidada para participar do estudo de maneira livre, consciente e esclarecida, dentro de todos os termos que implicam o estudo. Nele, meia dose da vacina Astrazeneca, que já apresentou em estudos anteriores  uma resposta imune, será aplicada em dois momentos. A nossa expectativa é que no final de julho já possamos perceber efeitos da vacinação da população de Viana, pois depois de 28 dias já existe um efeito protetor da vacina e, assim, já perceber alterações da pandemia na cidade", apontou o secretário, na tarde desta segunda-feira (7), durante pronunciamento on-line. 

Essa expectativa se sustenta se aproximadamente 80% da população-alvo estiver participando desse mutirão, ou seja, 28 mil pessoas do total de 35 mil moradores de Viana com idade entre 18 e 49 anos, sem comorbidades.  

O estudo chamado "Viana Vacinada" contará com um mutirão de vacinação no dia 13 de junho, o próximo domingo, das 8h às 17h. A segunda dose será aplicada no dia 5 de setembro. Vale ressaltar que a participação é voluntária. 

QUEM PODE PARTICIPAR

Todas as pessoas na faixa etária de 18 a 49 anos que moram em Viana ou que votam no município podem participar. Basta que o morador se cadastre previamente no site da prefeitura e apresente no dia do mutirão documento com foto e comprovante de residência.  No entanto, quem apresentar alguns sintomas gripais ou condições especiais, como gravidez, não poderá participar do mutirão.

O agendamento e o aceite das condições dos estudos devem ser realizados no site www.vianavacinada.saúde.es.gov.br.

QUEM NÃO PODERÁ PARTICIPAR DO MUTIRÃO:

  • Gestantes
  • Histórico de reação adversa grave a qualquer vacina previamente administrada
  • Ter recebido outra vacina nos últimos 14 dias
  • Pertencer a grupo de risco prioritário para a vacinação, conforme recomendado pelo Plano Nacional de Imunização (PNI)
  • Apresentar sintomas gripais
  • Ter recebido previamente e em qualquer momento qualquer vacina para a Covid-19
  • Diagnóstico recente de Covid-19 com início dos sintomas 28 dias antes da vacinação do projeto

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.