ASSINE

Vacina da Astrazeneca vira aposta de compra para o ES

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, revelou em entrevista à CBN Vitória nesta quinta (6) que o governo estadual negocia a vacina com três laboratórios

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 06/05/2021 às 13h37
Vacina de Oxford
A vacina de Oxford/AstraZeneca. Crédito: Carlos Alberto Silva

A vacina da Astrazeneca/Oxford é uma das principais apostas de compra do governo do Estado para imunizar os capixabas contra a Covid-19. A possibilidade foi discutida pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, em entrevista à rádio CBN Vitória (92,5 FM) nesta quinta-feira (6).

Nésio Fernandes

Secretário de Estado da Saúde

"Nós decidimos manter muita discrição nessas negociações porque elas possuem muitas fragilidades nessas etapas que envolvem aquisição, mas temos ainda três negociações importantes em andamento, e a principal delas é pela aquisição da Astrazeneca"

Sem revelar detalhes, Nésio informou que as outras duas empresas solicitaram sigilo e discrição."Algumas indústrias que venderam para o Ministério da Saúde, a elas foi solicitado pelo Ministério, praticamente uma vedação de negociação com Estados e municípios. Algumas negociações podem sofrer interferência, caso elas não mantenham certa discrição", explicou.

Na última sexta-feira (30), em entrevista exclusiva à CBN Vitória, o governador Renato Casagrande já havia revelado o interesse em adquirir 3,5 milhões de doses do composto. Na ocasião, ele destacou a escassez do produto, mas afirmou que o governo mantém contato com nove farmacêuticas.

"Vai chegar uma hora que conseguiremos comprar e estamos tentando em diversas frentes para quem sabe a gente terminar este ano e já começar o ano que vem em uma condição mais normal. Nosso esforço é para que toda a população capixaba seja imunizada até o fim de 2021", disse Casagrande, na semana passada.

Linhares inicia vacinação de pessoas com comorbidades, grávidas e puérperas
Linhares inicia vacinação de pessoas com comorbidades, grávidas e puérperas. Crédito: Prefeitura de Linhares/Felipe Tozatto

VACINAÇÃO NO ES

De acordo com o Painel de Vacinação, o Espírito Santo recebeu 1.321.550 doses de vacina contra o novo coronavírus desde o dia 18 de janeiro. Desse total, 1.295.548 foram distribuídas aos municípios, sendo que 701.619 foram aplicadas na primeira dose e 261.560 na segunda.

Atualmente, 87 mil capixabas aguardam a aplicação da segunda dose da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 30 cidades não têm a segunda dose do imunobiológico. A situação deve ser normalizada à medida que o governo federal enviar novos lotes do medicamento.

Anvisa recebe pedido para início de testes clínicos da vacina Butanvac
Anvisa recebe pedido para início de testes clínicos da vacina Butanvac. Crédito: flickr/[email protected]

VACINAS ITALIANA E BRASILEIRA

Paralelamente às negociações com o laboratório Astrazeneca, o governo do Estado já demonstrou interesse em comprar doses da vacina brasileira Butanvac que deverá ser produzida pelo Instituto Butantan ainda este ano. 

Uma outra esperança de vencer a doença vem da Europa, mais especificamente, da Itália. O Espírito Santo poderá firmar uma parceria para que uma parte da fase 3 de testes da vacina italiana para combater o coronavírus do laboratório ReiThera seja realizada em território capixaba.

Segundo Nésio Fernandes, secretário de Saúde, as negociações estão em curso e dependem de reuniões com os desenvolvedores, além de medidas administrativas e políticas. A intenção é que 30 mil capixabas participem da fase 3 de testes do imunizante.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Renato Casagrande Governo do ES SESA Coronavírus Coronavírus no ES nesio fernandes Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.