ASSINE

Passageiros de Vitória poderão embarcar em dois ônibus com uma passagem no Transcol

A partir de 0h de segunda-feira, os 130 ônibus "verdinhos" que circulam nos bairros de Vitória passarão a fazer parte do Sistema Transcol

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 05/05/2021 às 20h02
Pagamento da passagem só poderá ser feito com o uso do bilhete único da Grande Vitória, chamado Cartão GV
Pagamento da passagem só poderá ser feito com o uso do bilhete único da Grande Vitória, chamado Cartão GV. Crédito: Divulgação | Secretaria Estadual de Mobilidade e Infraestrutura

Os passageiros que circulam em coletivos de Vitória poderão embarcar nos ônibus do Transcol sem pagar uma segunda passagem a partir de segunda-feira (10). O contrário também é válido. As regras para esse benefício foram anunciadas na tarde desta quarta-feira (5) e fazem parte do projeto do governo do Estado para ampliação do Sistema Transcol.

A partir de 0h de segunda-feira, os 130 ônibus "verdinhos" que circulam nos bairros de Vitória passarão a fazer parte do Sistema Transcol.  Na prática, não muda muita coisa para os usuários de ônibus: os números das linhas serão os mesmos, as cores dos coletivos também e os itinerários continuarão como estão.

O serviço muda para quem usa os dois sistemas. A partir de segunda-feira, quem hoje utiliza o "verdinho" e o Transcol para chegar ao destino pagará apenas uma passagem. Mas a qualquer momento? Não. Há um tempo limite para o embarque gratuito em outro coletivo. Confira: 


  • 30 Minutos: O passageiro de uma linha alimentadora de Vitória (que circula dentro do bairro) terá 30 minutos para embarcar gratuitamente em uma linha troncal (o Transcol que vai para outro município da Grande Vitória). 

  • 1 hora: O passageiro de uma linha troncal (o Transcol que vai para outro município da Grande Vitória) terá 1 hora para embarcar gratuitamente em uma linha alimentadora de Vitória (que circula dentro dos bairros). 

  • 1h30: O passageiro de uma linha alimentadora de Vitória (que circula dentro do bairro) terá 1h30 para embarcar gratuitamente em uma das linhas de terminais (o Transcol que vai de um terminal ao outro dentro da Grande Vitória). São as linhas 600, 700, 800 e 900

  • Vale ressaltar que o tempo começa a contar a partir do momento que o passageiro passa o cartão GV no primeiro embarque. Caso o tempo extrapole, o usuário terá que pagar a segunda passagem.

Veja em quais conexões entre ônibus de Vitória e do Sistema Transcol o usuário poderá não pagar a segunda passagem

Confira as linhas alimentadoras e troncais que interagem nesse novo formato

O aplicativo do Transcol GV também disponibilizará quais as possíveis conexões de linhas existentes mediante a pesquisa do usuário, a partir de segunda-feira. 

VANTAGENS

O passageiro que já utiliza, diariamente,  o coletivo de Vitória e o Transcol  precisará pagar apenas uma passagem para realizar todo seu trajeto, no valor de R$ 4, e não mais duas passagens desde que esteja no tempo previsto. 

"O usuário que já está acostumado a fazer essa ligação, ele não vai pagar quando fizer a segunda validação do cartão no ônibus seguinte. Este usuário também já saberá quais são as conexões possíveis, pois são as vias onde as linhas se sobrepõem. Vitória tem menos de  10% dos usuários do sistema. A gente vai aprender com a utilização do usuário, e as conexões dele, o que será preciso alterar", explicou o diretor presidente da Companhia Estadual de Transportes Coletivos (Ceturb-ES), Raphael Trés.

Fábio Damasceno, secretario Estadual de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi), explicou que os ônibus que circulam atualmente na Capital são antigos e que devem ser substituídos no prazo de um ano. 

"O sistema municipal atual está depreciando em Vitória, por isso pretendemos substituir esses atuais ônibus ao longo do ano por novos. Devem chegar mais 230 coletivos nesse período, sendo 23 articulados, todos com ar condicionado. Essas conexões que poderão ser feitas a partir de segunda-feira é o que chamamos de terminal temporal, pois Vitória não tem terminais físicos, então essas linhas vão ter uma integração diferencial", explicou Damasceno

Para atender Vitória e também devido à pandemia, 100% da frota do Sistema Transcol estará nas ruas, totalizando 1.570 coletivos. Na Capital, são 130 ônibus que circulam pelas ruas internas de bairros. 

PROCESSO

Essa ampliação do Sistema Transcol faz parte da proposta de integração do sistema de transporte coletivo municipal com todos os municípios da Grande Vitória.  O projeto foi dividido em fases, começando em 2019.

Primeiro, foi necessário realizar a troca do sistema de bilhetagem para um sistema mais moderno. Para que os usuários de bilhetagem eletrônica não precisassem trocar seus cartões, foi realizada a migração dos dados dos usuários de um sistema de bilhetagem para o outro de maneira embarcada, nos próprios coletivos, caracterizando a primeira etapa da integração.

Posteriormente, os usuários do sistema Transcol também realizaram o procedimento e foi lançado o novo cartão do sistema - o CartãoGV, que se tornou o cartão oficialmente usado pelos sistemas metropolitanos e municipais. Os cartões migrados se tornaram CartãoGV automaticamente, correspondendo a segunda etapa.

Já a terceira etapa da integração permitiu utilizar o mesmo Cartão de bilhetagem – CartãoGV – em qualquer um dos sistemas de transporte. Assim, o passageiro com o cartão antigo do município de Vitória, e que realizou a migração, podia utilizar também o transporte metropolitano, o Transcol. A integração por meio de conexões entre linhas troncais e alimentadoras é a última fase deste processo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.