ASSINE

Noiva "casa" com a sogra em cartório da Serra

O noivo, que está em Portugal, precisou viajar correndo para uma proposta de emprego e acabou "perdendo" o próprio casamento; entenda a história

Publicado em 18/06/2021 às 21h38
Noiva
Noiva "casa com a sogra" em cartório da Serra, no ES. Crédito: Reprodução | TV Gazeta

Fora de contexto parece bem inusitado e até um pouco confuso, mas depois da explicação, fica mais claro. A noiva Luriany Mayer "casou" com a sogra esta semana em um cartório no município da Serra. O noivo, que está em Portugal, precisou viajar correndo para uma proposta de emprego e acabou "perdendo" o próprio casamento.

A história foi contada na TV Gazeta nesta sexta-feira (18) pela repórter Naiara Arpini. Com a viagem inesperada do noivo, Luriany contou que esta foi a única opção para não perder a data. "Nós só tínhamos uma opção, que era casar por procuração. Como minha sogra tem grau de parentesco próximo, já tinha firma no cartório e procurações, optamos que ela seria a representante dele", explicou.

Já o noivo, que se divertiu com a situação, contou que o acontecimento "parece até piada, cena de filme". "Elas se dão bem até demais. Acho que minha mãe gosta mais dela do que de mim", brincou.

Noiva
Noiva "casa com a sogra" em cartório da Serra, no ES. Crédito: Reprodução | TV Gazeta

Tania Maria Schueng, mãe do noivo, falou um pouco sobre a relação com a nora e também brincou com a situação. "Gosto dela como minha filha, mas ficou ruim para ela casar com a sogra. A sogra casar com a nora não fica muito ruim", riu.

CASAMENTO POR PROCURAÇÃO

Apesar de parecer inusitado, o casamento por procuração não é uma prática incomum. Segundo Nelisa Galante, presidente da Associação dos Registradores Civis do Espírito Santo, noiva e noivo podem, sim, serem representados por procuração.

"Não acontece todos os dias, mas, para nós do lado de cá do balcão, é comum sim o noivo ou a noiva serem representados por procuração. Independente da pessoa que receberá o poder. Pode ser irmão, mãe, parente ou qualquer outro", explicou.

Ela acrescenta que, neste caso, o noivo deu poderes para a mãe representá-lo na solenidade e frisou que, no registro, é o noivo quem está casando, representado pela mãe.

E após ambos declararem o "sim", as duas ainda aproveitaram o incomum da situação. "Ela vai ter que me aturar", brinca a sogra. "Espero que eles sejam muito felizes, e que a vida reserve para os dois muitas coisas boas", finalizou,

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Serra Casamento espírito santo serra Cartório

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.