ASSINE

Nível do Rio Doce reduz em Linhares, mas estrada de Regência segue alagada

Segundo a Defesa Civil, a partir desta terça (18) o rio já deve ficar abaixo da cota de inundação, que é de 3,45 m, mas volume só deve reduzir no acesso a Regência a partir de quarta (19)

Tempo de leitura: 2min
Colatina
Publicado em 17/01/2022 às 20h22
Moradores de Regência continuam ilhados,porque a estrada que dá acesso à comunidade ainda está alagada.
Moradores de Regência continuam ilhados,porque a estrada que dá acesso à comunidade ainda está alagada. Crédito: Defesa Civil de Linhares

O nível do Rio Doce baixou para 3,52 metros na tarde desta segunda-feira (17) e a tendência é que o volume diminua mais nas próximas horas, segundo informações da Defesa Civil de Linhares, no Norte do Estado. Apesar disso, os moradores da Vila de Regência continuam ilhados, já que a estrada que dá acesso à comunidade permanece alagada.

Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Antonio Carlos dos Santos, a partir desta terça-feira (18) o rio já deve ficar abaixo da cota de inundação, que é de 3,45 metros. Mas na estrada de Regência, a expectativa é que o volume só diminua daqui a dois dias. Apesar de os moradores estarem ilhados, não há risco de alagamento de casas da comunidade, de acordo com o órgão.

Estrada que dá acesso à Regência ainda está alagada.
Estrada que dá acesso à Regência ainda está alagada. Crédito: Defesa Civil de Linhares

No município, 40 famílias precisaram sair de suas casas. Nesta segunda-feira, duas famílias da comunidade de Olaria retornaram para suas residências. No momento, a cidade tem 17 famílias desabrigadas e 21 desalojadas.

Os desabrigados estão em ginásios mantidos pelo município nos bairros Conceição e Araçá. As famílias acolhidas são assistidas pelas equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social. Elas recebem atendimento em saúde e psicológico, alimentação e produtos de higiene pessoal.

MAIOR CHEIA DO RIO DOCE

O nível do Rio Doce atingiu 5,80 metros na última quinta-feira (13). O índice é o maior desde 2013, segundo informações da Defesa Civil da cidade. O aumento do volume de água passando pelas pontes ocorreu pela incidência de chuva na cabeceira do Rio Doce, em Minas Gerais.

A cheia causou estragos no município. Uma imagem impressionante mostra a força da água do Rio Doce, em Linhares, no Norte do Espírito Santo, que rompeu um trecho da estrada de Cacimbas na manhã da última sexta-feira (14). A via dá acesso ao distrito de Povoação, no litoral. 

Famílias ilhadas precisaram ser resgatadas pelo helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (Notaer). A operação ocorreu na última quinta-feira (13) com apoio do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil.

Ao todo, foram resgatadas 30 pessoas das comunidades de Jataipeba, Povoação e Agrovilla, região que fica em Pontal do Ipiranga. São 11 famílias, entre elas, estão 5 gestantes, e crianças. Os moradores estavam sem mantimentos e necessitavam ser retirados do local com urgência.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.