Mais de 2 mil detentos são beneficiados com "saidinha de Natal" no ES

A Secretaria da Justiça informou que 2.118 internos foram beneficiados com a saída temporária. A quantidade de detentos é 35% maior que o número de beneficiados em 2019

Publicado em 21/12/2020 às 16h18
Complexo Penitenciário no bairro Xuri, em Vila Velha
Complexo Penitenciário no bairro Xuri, em Vila Velha. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Mais de dois mil detentos do Espírito Santo receberam nesta segunda-feira (21) o benefício de "saidinha de Natal", autorizado pelo Poder Judiciário. A Secretaria da Justiça do Estado informou que 2.118 internos foram beneficiados com a saída temporária que tem validade até o dia 30 de dezembro. A quantidade é 35% maior que o número de beneficiados em 2019, quando 1.561 presos foram liberados para passar o período natalino fora das unidades prisionais.

A Secretaria de Estado da Justiça explicou que o benefício "está previsto na lei de Execução Penal e funciona como uma preparação e adaptação do custodiado ao retorno do convívio em sociedade".

AGLOMERAÇÃO NA SAÍDA DOS DETENTOS

Em agosto, uma longa fila de carros foi registrada nas proximidades do Complexo do Xuri, em Vila Velha causando aglomeração na frente da unidade, quando mais de mil detentos receberam outro benefício: o do Dia dos Pais.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, quatro meses depois do episódio registrado pela reportagem de A Gazeta, a Sejus garantiu que o controle da doença no sistema prisional tem sido realizado de "forma sistemática" e disse que para entrar na unidade, todos devem passar por uma barreira sanitária. Ainda completou afirmando que as medidas de segurança também valem para os internos que retornarão à unidade prisional após a saída temporária.

No entanto, as ferramentas usadas para evitar a aglomeração na saída dos internos não foram detalhadas à reportagem.

Espírito Santo Natal Sejus espírito santo Sistema prisional

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.