ASSINE

Ilha das Caieiras e São Pedro terão ciclovia, deques e peixaria comunitária

Primeira fase do projeto de revitalização da Orla Noroeste já começa a ser executada no ano que vem; prefeitura quer transformar região em cartão postal de Vitória

Vitória
Publicado em 19/09/2021 às 08h13
orla noroeste
Obras de revitalização da primeira etapa da Orla Noroeste estão previstas para começar em 2022. Crédito: Divulgação/Prefeitura de Vitória

Plataformas flutuantes, deques, ciclovia, e até uma nova peixaria comunitária. Essas são algumas das estruturas previstas no projeto de revitalização da Orla Noroeste, em Vitória, que pretende modernizar a região e fazer dela um cartão postal da Capital.

A obra contempla 25 bairros em um trecho de 15,5 quilômetros da Baía da Vitória. A prefeitura promete que a primeira parte já vai ser executada no ano que vem e está orçada em R$ 76 milhões. O recurso está previsto no pacote de R$ 1 bilhão de investimentos anunciado pelo prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini (Republicanos), na última terça-feira (14), que serão feitos até 2024. As obras vão contar com R$ 700 milhões em recursos próprios e R$ 300 milhões de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A revitalização da Orla Noroeste vai ser feita em duas etapas, sendo que a primeira delas terá a fase A e a fase B. O projeto da fase A já está pronto e compreende um trecho de 1,16 km que vai de São Pedro à Ilha das Caieiras, onde fica o polo gastronômico. Ali vão ser feitas as maiores modificações estruturais, que segundo o secretário de Obras, Gustavo Perin, visam a atrair turistas para a região e gerar renda para os moradores.

"É uma obra de cartão postal, um paradigma de mudança na ocupação da Ilha de Vitória. A intervenção vai beneficiar tanto quem mora naquela área, sendo um potencial indutor de novas estruturas de comércio e geração de renda, quanto o resto da cidade, que ganha um polo turístico", afirmou. 

orla noroeste
Projeto de revitalização da primeira etapa da Orla Noroeste, em Vitória. Crédito: Divulgação/Prefeitura de Vitória

A expectativa da prefeitura é publicar o edital de licitação da primeira parte da obra no mês de outubro. Com isso, as intervenções já começariam no início de 2022.

Estima-se um mínimo de dois anos para conclusão dessa fase A. Segundo a Secretaria de Obras, até o fim de 2024 boa parte das estruturas já vai estar pronta para serem utilizadas pela população. Já a fase B ainda vai ser elaborada. Ela contempla a ligação terrestre entre os bairros Resistência e Nova Palestina. 

Confira as principais mudanças que vão ser feitas na Orla Noroeste:

orla noroeste
Projeto de revitalização da primeira etapa da Orla Noroeste, em Vitória. Crédito: Divulgação/Prefeitura de Vitória

ÁREA PARA BARCOS E ATRACADOUROS

Entre as intervenções previstas no projeto está a construção de um ponto de apoio e de renda para pescadores. O antigo posto da Guarda Municipal vai dar lugar a uma área de manutenção de barcos. Ali perto, serão construídos atracadouros para estimular  passeios turísticos de barco, que ainda são pouco explorados na Capital. 

"Os atracadouros vão trazer um grande atrativo para aquela região. A gente vai pegar uma área que já existe ali e é muito bonita e colocar uma estrutura de concreto, resistente ao tempo", frisou Perin. 

Instalação de atracadouro visa criar área para passeios turísticos de barco
Instalação de atracadouro visa criar área para passeios turísticos de barco. Crédito: Divulgação/Prefeitura de Vitória

DEQUES E ARQUIBANCADA ALAGÁVEL

A construção de deques e plataformas flutuantes vai permitir que as pessoas caminhem pela orla e façam atividades físicas na área. O local prevê a instalação de bancos para que as pessoas possam se sentar. 

Além disso será implementada uma grande arquibancada alagável. É uma estrutura com degraus, muito comum em países que tem cidades banhadas por rio ou mar. A ideia é criar um espaço onde as pessoas possam sentar e passar um dia, conversar e, ao mesmo tempo, admirar a Baía de Vitória.

Deque e arquibancada alagável vão trazer um espaço de lazer na região
Deque e arquibancada alagável vão trazer um espaço de lazer na região. Crédito: Divulgação/Prefeitura de Vitória

CENTRO DE PESCADO

O centro do pescado vai funcionar na Ilha das Caieiras como um ponto de apoio para desfiadeiras de siri e pescadores. O espaço prevê a construção de uma área de convivência, peixaria comunitária, além de uma área administrativa. A ideia é criar um espaço para o comércio de pescado na região. 

orla noroeste
Centro de pescado vai contar com uma peixaria comunitária. Crédito: Divulgação/Prefeitura de Vitória

QUEIMADOR DE MARISCO

O projeto prevê a instalação de mais de um queimador de marisco. O equipamento, que é usado no processo de secagem de marisco, vai ser implantado em mais de um ponto da orla e conta com bancadas, pia e local para sentar. 

orla noroeste
Projeto de revitalização da primeira etapa da Orla Noroeste, em Vitória. Crédito: Divulgação/Prefeitura de Vitória

CICLOVIA

A ciclovia que será construída na Orla Noroeste vai percorrer toda a São Pedro até Resistência. Durante boa parte do trecho, ela será construída em espaço compartilhado com o deck.

A ideia é ligar a região noroeste da cidade à área norte e permitir que a Baía Vitória seja toda percorrida de bicicleta. Com a construção dessa estrutura, a ciclovia que fica na Rodovia Serafim Derenzi será extinta.

orla noroeste
Projeto de revitalização da primeira etapa da Orla Noroeste, em Vitória. Crédito: Divulgação/Prefeitura de Vitória

Além dessas estruturas, ainda está prevista a instalação de um posto da Guarda Municipal onde era a antiga peixaria comunitária e a revitalização da Rua Viva, na Ilha das Caieiras.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.