ASSINE

Homens exibem armas durante baile clandestino na Serra

O evento começou na noite de sábado (19) e foi até o amanhecer de domingo (20) no bairro Jardim Carapina

Publicado em 20/09/2020 às 19h04
Atualizado em 21/09/2020 às 13h50
Arma em baile clandestino na Serra
Arma em baile clandestino na Serra. Crédito: Rede Social

Armas para o alto e muita gente reunida, bem pertinho umas das outras, foi o que se viu em um baile clandestino, no meio da rua, em Jardim Carapina, na Serra, na madrugada deste domingo (20). 

Imagens exibidas em redes socais mostram a animação das pessoas e também o desrespeito ao distanciamento social e à proibição de eventos de entretenimento, imposta pelo governo estadual desde o início da pandemia do novo coronavírus. Além disso, dois homens aparecem exibindo armas.  Veja o vídeo abaixo:

Em conversa com MC Zangão, uma das atrações da festa e que aparece nas imagens, ele informou que esteve no evento de 4h às 5h. "Cumpri o horário para o qual fui contratado, antes do dia eu nem sabia onde seria o evento. Não sei que horas começou, apenas cheguei ao evento no horário combinado, fiz minha apresentação e deixei o local. Minha produção e eu não somos responsáveis pela segurança do local", declarou.

O cantor também foi questionado sobre o fato de participar de um evento irregular, já que ainda vigora a proibição de eventos de entretenimento que gerem aglomeração. "A gente sabe que dá problema, assim como deveria dar problema na Praia do Canto, onde  vemos que está tudo lotado. Mas são meses sem apresentações, o público não estava vendo a minha cara, vi uma oportunidade e a abracei. Nós temos conta para pagar e família para sustentar", argumentou.

POLÍCIA E PREFEITURA

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura da Serra, responsável pela fiscalização de aglomerações no município, que respondeu que não houve nenhum acionamento para a Guarda Municipal sobre o baile. Na nota, a gestão municipal informou que o efetivo da prefeitura atua em apoio à Polícia Militar durante operações e que casos de flagrantes de aglomerações devem ser denunciados por meio dos números 190 ou do 162.

Por sua vez, a Polícia Militar informou, por nota, que aos finais de semana não tem acesso aos boletins de ocorrência encerrados em plantão anteriores. Procurada novamente pela reportagem nesta segunda-feira (21), a PM deu retorno sobre a ação realizada. 

"Na madrugada de ontem (20) a Polícia Militar foi acionada para verificar uma ocorrência de perturbação de sossego no bairro Jardim Carapina, na Serra. No local, foi constatado som alto e uma aglomeração de pessoas. A Polícia Militar fez contato com o responsável e orientou para que fosse realizada a dispersão. Nenhum material ilícito foi apreendido e a ocorrência foi encerrada no local", afirmou.

E disse que a fiscalização para combater eventos irregulares é de responsabilidade da prefeitura. "A Polícia Militar ressalta que fiscalizações de festas irregulares cabem às prefeituras, assim como a fiscalização de som ambiente, realizada através das Secretarias de Meio Ambiente com a Guarda Municipal (Disque Silêncio). No entanto, vale reforçar que a PM vem atuando fortemente em conjunto com as prefeituras em constantes operações de fiscalização ou sempre que acionada via Ciodes (190) para verificar ocorrências em andamento", descrevia a nota. 

A PM também orientou os moradores de comunidades para que denunciem com antecedência, através do Disque-Denúncia (181), sempre que tiverem conhecimento da organização de um evento clandestino, para que os órgãos responsáveis tenham tempo hábil de planejar ações e agir impedindo que o evento ocorra.

INVESTIGAÇÕES APÓS IMAGENS

Procurada pela reportagem e perguntada se realizaria investigações sobre as armas exibidas no vídeo, a Polícia Civil informou, por nota, que "o serviço de inteligência monitora as atividades criminosas em todos os ambientes, e é um trabalho realizado de modo sigiloso".

Disse ainda que "a Polícia Civil ressalta que realiza trabalho de investigação contra o tráfico de drogas, e crimes relacionados, em todo o Estado", afirmou em nota. E ainda ressaltou a importância da população contribuir por meio de denúncias no Disque-Denúncia 181. 

"A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas", completou.

GUARAPARI

Baile clandestino realizado em Guarapari neste fim de semana
Baile clandestino realizado em Guarapari neste fim de semana. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

Em Guarapari, a polícia recebeu dezenas de denúncias de um baile no bairro Bela Vista. De acordo com informações da TV Gazeta, quando chegaram próximo ao local da festa, os policiais foram recebidos com disparos de arma de fogo por cinco criminosos. Os policiais revidaram. Os bandidos fugiram para uma mata próxima ao local do evento.

A polícia informou que ainda não localizou nenhum dos homens que fugiram pela mata, mas encontrou uma submetralhadora caseira, munição e drogas. Os organizadores da festa em Guarapari foram levados para a Delegacia por desobediência.

A Prefeitura de Guarapari disse à TV Gazeta que não teve conhecimento desse baile. Informou que monitora as redes sociais, checa as denúncias, mas, dessa vez, ninguém denunciou o baile. A prefeitura tem um serviço de Disque-aglomeração 99716- 1848.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Bairro Jardim Carapina Serra Coronavírus no ES serra Festa clandestina Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.