ASSINE

Fotógrafo do ES ensina a produzir fotos de comida para vender mais

No perfil do profissional Rodrigo Gavini no Instagram, ele deu dicas para ajudar empreendedores a venderem melhor os produtos por meio de delivery, como obriga a quarentena no ES

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/03/2021 às 15h24
Fotografia de gastronomia
Docinhos como protagonistas da foto. Crédito: Rodrigo Gavini

Apesar do momento de 'quarentena', com duração de 14 dias, decretado pelo Governo do Estado, a ser iniciado já nesta quinta-feira (18), o fotógrafo Rodrigo Gavini decidiu tomar uma iniciativa para impulsionar as redes sociais de negócios voltados à Gastronomia. No perfil do profissional no Instagram, ele deu dicas, compartilhando o conhecimento adquirido para ajudar empreendedores a venderem melhor os produtos, mesmo que por meio de delivery.

Rodrigo fotografa profissionalmente há 15 anos, é formado em Jornalismo e Fotografia e sempre gostou de realizar coberturas ligadas à cultura. Foi aí que se especializou, diversificando o leque para a fotografia de alimentos. "Juntei duas coisas que eu gosto: comer e fotografar", contou brincando.

Para ele, o conhecimento é uma ferramenta que deve ser compartilhada. "Sou muito grato a todas as pessoas que me ensinaram até aqui e que continuam me ensinando, a gente vive aprendendo. Sei que os empreendedores ralam muito no dia a dia e também entendo como a pandemia pode impactar essas pessoas. Aí tive a ideia de disponibilizar as dicas no perfil para as pessoas terem um material de divulgação de qualidade no Instagram", iniciou.

O fotógrafo explica que nem sempre os empresários do ramo de restaurantes têm como contratarem o serviço de um profissional, e nem por isso precisam ter fotos ruins. "Mesmo se eu pensar a partir de um ponto de vista comercial, a iniciativa também pode ser positiva. A sobrevivência dos meus clientes é a minha sobrevivência. Preciso que as pessoas ganhem dinheiro, trabalhem e tenham condições de contratar um fotógrafo para alavancar as vendas delas pelas redes sociais", acrescentou.

CONFIRA AS DICAS

  1. 01

    Procure uma janela

    Coloque uma mesa perto da janela. Você vai perceber como a luz natural que entra bate no prato, revela a textura dos alimentos e dá um "clima" na foto.

  2. 02

    Use tripé

    Áreas com pouca iluminação podem resultar em uma foto tremida, o tripé garante estabilidade e nitidez. "Com a câmera na mão, a foto pode ficar um pouco tremida. A razão técnica é que a câmera precisa baixar muito a velocidade do obturador em ambientes escuros, então qualquer balançadinha no equipamento vai fazer tremer a foto. Quando se coloca a câmera no tripé, elimina isso e melhora muito a nitidez da imagem", afirmou.

  3. A Gazeta - 39v110rb
    03

    Use adereços simples

    Quando for compor a foto, dê preferência a adereços simples, que tenham a ver com o prato. Evite colocar muita coisa sobre a mesa, para não tirar a atenção do prato principal, que deve ser o destaque da imagem. "Não é necessário colocar taça, vidro de azeite, garrafa de vinho, panela de farofa com vinagrete. Coloque o prato, os talheres, uma composição que tenha a ver com o prato, que esteja dentro do contexto. Não vai colocar, por exemplo, um peroá com uma garrafa de vinho. É preferível um peroá com uma cervejinha", frisou.

  4. 04

    Cuide do fundo

    A atenção no que está no fundo da imagem é fundamental, pois pode revelar um aspecto indesejado (uma cozinha suja ou uma pessoa passando, por exemplo). É importante lembrar que fotografia é tudo o que está no quadro da imagem, não só o que aparece na frente.   "O fundo neutro, de preferência desfocado, chamando atenção para o prato, é muito melhor", sugeriu. 

  5. A Gazeta - hsqoz5q
    05

    Usar ingredientes frescos é fundamental

    Os ingredientes frescos ficam bem melhor na foto. "Ninguém merece ver um prato com uma alface murcha, um tomate enrugado ou um bife seco, não faz abrir o apetite", destacou. Para Gavini, primeiro "se come com os olhos", o que torna importante que o prato esteja visualmente bonito.  "Não adianta usar tripé, luz de janela com um fundo bacana e adereço simples, se o prato estiver feio", concluiu.

  6. 06

    Se não tiver uma boa foto, não use nenhuma

    Ao mesmo tempo que uma boa foto pode abrir o apetite, uma imagem ruim pode causar repulsa ao alimento. Por isso, ter uma foto atrativa é fundamental para cardápios online e delivery. Se mesmo com todas as dicas, você não conseguir produzir uma boa foto, é melhor não usar nenhuma. Vale investir em um trabalho profissional.

"CERTO X ERRADO"

Apesar de defender que não existe "certo" e "errado" na fotografia, Gavini sugere o que costuma funcionar melhor para divulgação de produtos. Observe os exemplos: 

Com tripé x Sem tripé

Certo x Errado (tripé)

Fotografia
"Certo": foto de alimentos feita com uso de tripé. Rodrigo Gavini
Fotografia
"Errado": foto de alimentos feita sem uso de tripé . Rodrigo Gavini

Com luz da janela x Sem luz da janela

Certo x Errado (luz)

Fotografia
"Certo": foto feita com apoio de luz natural. Rodrigo Gavini
Fotografia
"Errado": foto feita sem apoio de luz natural. Rodrigo Gavini

Com elementos simples x Imagem poluída (com muitos elementos)

Certo x Errado (adereços)

Fotografia
"Certo": imagem com poucos adereços. Rodrigo Gavini
Fotografia
"Errado": foto com muitos adereços. Rodrigo Gavini

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.