ASSINE

Família de menina abusada no ES aceita programa de mudança de endereço e identidade

Os familiares aceitaram integrar o Programa de Apoio e Proteção às Testemunhas, Vítimas e Familiares de Vítimas da Violência; a saída da criança do hospital em Pernambuco, onde foi realizado o aborto, foi confirmada nessa quarta

Publicado em 20/08/2020 às 14h56
Atualizado em 20/08/2020 às 23h30
Suspeito de estuprar menina de 10 anos chegando ao Dml, em Vitória. O suspeito foi preso na cidade de Betim/MG e encaminhado para o Dml.
Está preso o acusado de estuprar a sobrinha de 10 anos em São Mateus. Crédito: Vitor Jubini

A família da menina de 10 anos que engravidou após ser estuprada no Espírito Santo passou por um procedimento para interromper a gestação aceitou participar do Programa de Apoio e Proteção às Testemunhas, Vítimas e Familiares de Vítimas da Violência (Provita), oferecido pelo Governo Estadual que prevê apoio como mudança de identidade e de endereço.

A saída da criança do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), em Pernambuco, onde foi realizado o aborto, foi confirmada nesta quarta-feira (19), mas a data e horário da alta e o destino da menina não foram divulgados.A guarda da criança é dos avós, porque a mãe morreu e o pai está preso.

A Secretaria Estadual de Direitos Humanos (SEDH) não deu mais  detalhes sobre a adesão ao programa e como ele será aplicado. 

PROGRAMA 

De acordo com informações disponíveis no site da SEDH, o programa visa, entre outras coisas, "proporcionar à pessoa protegida reinserção social em novo território, diverso do local do fato e da ameaça; promover apoio ao exercício das obrigações civis e administrativas que exigirem comparecimento pessoal; promover, de forma segura, o acesso a direitos, inclusive à convivência familiar e comunitária".

ABORTO JUDICIAL EM PERNANMBUCO

A menina de dez anos da cidade de São Mateus, no Espírito Santo, engravidou após ser estuprada pelo tio desde o seis anos de idade. Ela teve alta nesta quarta-feira (19) do hospital onde interrompeu a gestação, no Recife (PE), por ordem da Justiça.

Na terça(18), a direção do hospital informou que a garota estava bem e tinha condições de ter alta médica, mas que isso só podia ocorrer depois que fossem adotadas medidas para preservar a integridade da vítima.

Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros, onde foi realizado o procedimento
Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros, onde foi realizado o procedimento. Crédito: Divulgação

Na terça (18), o médico diretor do Cisam, Olímpio Morais, afirmou que a criança voltou a sorrir depois do procedimento. Na unidade de saúde, a menina recebeu presentes como perfume, maquiagem, livros, brinquedos e flores.

A saída da criança do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam) foi confirmada nesta quarta-feira (19), mas a data e horário da alta e o destino da menina não foram divulgados. O governo do Espírito Santo informou que vai oferecer proteção e mudança de identidade para a menina e para família quando elas retornarem ao estado.

ACUSADO ESTÁ PRESO

O tio dela, suspeito do crime, foi preso na terça-feira (18), em Betim, Minas Gerais. Segundo relato da vítima, o crime ocorria desde quando a garota tinha 6 anos, em São Mateus, no Espírito Santo. A garota não denunciou porque disse que era ameaçada.

Depois de preso, o tio foi ouvido pela polícia, mas o teor do depoimento não foi divulgado. "Informalmente" ele teria confessado o abuso aos policiais que fizeram a prisão.

(Com informações do G1 ES)

Este vídeo pode te interessar

Suspeito de estuprar menina de 10 anos chegando ao Dml, em Vitória. O suspeito foi preso na cidade de Betim/MG e encaminhado para o Dml.
Tio da menina já está preso . Crédito: Vitor Jubini

A Gazeta integra o

Saiba mais
São Mateus abuso sexual estupro estupro de vulnerável são mateus ES Norte

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.