ASSINE

Enem 2020: o que fazer para se acalmar antes da prova?

As provas impressas serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro. A versão digital, novidade desta edição, será realizada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro

Vitória
Publicado em 12/01/2021 às 02h01
Provas do Enem serão aplicadas para mais de 5,7 milhões de pessoas
Provas do Enem serão aplicadas para mais de 5,7 milhões de estudantes em todo o Brasil. Crédito: Agência Brasil

Máscara, caneta preta, documento com foto, pontualidade e uma saúde mental equilibrada. Especialistas apontam que esses fatores são determinantes para 5,7 milhões de candidatos que farão a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir do próximo domingo (17).

O Enem estava previsto para ser aplicado em novembro do ano passado. Mas, devido à pandemia do novo coronavírus, as provas serão realizadas nos dias 17 e 24 de janeiro deste ano, na versão impressa, e nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro na edição digital.

Valdir Ribeiro Campos

Médico psiquiatra

"Em tempos de pandemia estamos experimentando situação de estresse que exige que tenhamos capacidade de resiliência, ou seja, aprender a nos adaptar e manter o nosso equilíbrio físico e mental"

Samila dos Santos Gomes, de 22 anos, vai se submeter ao exame pela terceira vez. Ela quer cursar Engenharia Civil. A jovem faz parte do grupo de 96.086 pessoas que farão a prova via internet. Preocupada com as condições da pandemia no Brasil, Samila não sabe mensurar o quanto o coronavírus atrapalhou sua rotina de estudos.

“Fiz um cursinho on-line para me preparar, mas estou preocupada, bastante apreensiva com tudo isso. Para desacelerar, paro o estudo, assisto a um show de comédia, por exemplo”, revela.

Enem: o que fazer para se acalmar antes e no dia da prova?
Samila Gomes conta que a pandemia afetou sua rotina de estudos. Crédito: Acervo pessoal

A presidente do Conselho Regional de Psicologia do Espírito Santo (CRP-ES), Maria Carolina Roseiro, reforça que o contexto amplia a ansiedade de maneira geral, independente da idade e das condições sociais dos inscritos.

Maria Carolina Roseiro

Psicóloga 

"É momento de autocuidado no sentido de ver como você lidou e elaborou os impactos da pandemia na sua vida. Algumas pessoas vão estar com um quadro de mais ansiedade, outras enfrentaram perdas de entes queridos e, por isso, foram impactadas de maneira mais intensa"

CONFIRA AS DICAS

ALIMENTAÇÃO

O médico psiquiatra Valdir Ribeiro Campos explica que, quando enfrentamos uma situação que provoca estresse, o organismo fica carente das vitaminas C, do complexo B, cálcio, magnésio e outros nutrientes que são utilizados no desgaste do sistema nervoso e mobilização muscular e cardiovascular. "Não descuide de sua alimentação, pois é ela que fornece a energia necessária para que você possa manter seu corpo saudável e um cérebro sadio para tomada de decisões durante a prova", destaca Valdir. Ele orienta também: 

  • Dê preferência para alimentos naturais, com alto teor de fibras e ricos em vitaminas e sais minerais, tais como: alface, espinafre, couve, vagem, banana, laranja, mamão e leite;
  • Evite: excesso de açúcar, alimentos ricos em gorduras, colesterol, café, chocolate.
Alimentos saudáveis: legumes, verduras e frutas
Uma alimentação saudável com legumes, frutas e verduras é fundamental. Crédito: Shutterstock

SONO

Especialistas são taxativos: o sono é a principal fonte de recuperação física e mental. Se você estiver com dificuldades de iniciar o sono ou acordando várias vezes à noite e acordando antes do horário habitual, é provável que durante o dia seguinte você se sinta cansado e irritado. Por isso, algumas dicas são:

  • Evite uso de bebidas contendo cafeína (chá mate ou preto, café, refrigerante sabor cola); álcool; fumo; exercícios físicos intensos até duas horas antes de dormir; atividades excitantes (TV, leitura, internet);
  • Crie horário regular para dormir;
  • O uso de estimulantes no dia anterior de provas pode atrapalhar uma boa noite de sono e interferir na capacidade de concentração e raciocínio.
Mulher com sono em frente ao computador
Uso de estimulantes, como cafés e chás, pode descontrolar sono do candidato. Crédito: shutterstock

ATIVIDADE FÍSICA

Outra dica importante para o bem-estar é exercitar o corpo. Mantenha um programa regular de atividade física do tipo aeróbico, como caminhada, natação, ciclismo. 

  • Uma caminhada rápida por 30 minutos, três vezes por semana, melhora o condicionamento físico, o sono e o humor.
  • Mantenha uma atividade - programa de relaxamento muscular - ou meditação.
Início do dia com atividades físicas nesta quarta-feira, (29) na Enseada do Suá, em Vitória
Caminhada por 30 minutos, três vezes por semana, melhora o condicionamento físico. Crédito: Fernando Madeira

MEDICAMENTOS E ÁLCOOL

Na tentativa de se livrar da ansiedade, alguns candidatos apelam para remédios, que podem ser perigosos. Nunca use medicações sem orientações médicas. "Várias medicações podem causar dependência e desenvolver outras doenças, inclusive depressão, com quadros de perda da motivação, desânimo, dificuldades de concentração e memória", explica o médico psiquiatra Valdir Ribeiro Campos.

  • Evite o uso de álcool e estimulantes antes da prova. Essas substâncias podem aumentar a ansiedade e interferir na capacidade de concentração. 
Medicamentos são parte da rtoina do
Nenhum medicamento deve ser ingerido sem orientação médica. Crédito: TV Gazeta Norte

PENSAMENTO POSITIVO

Procure dar interpretações positivas à vida, não se recrimine pelos erros cometidos, agora não é a hora de fazer isso. "Mantenha uma visão otimista, porém, realista da vida, dos outros, do mundo, e de si próprio", orienta Campos.

Emoji da felicidade: sociedade atual exige que todos estejam bem o tempo todo
Pensamentos positivos podem ajudar a se dar bem no Enem. Crédito: Pixabay

DIÁLOGO 

A psicóloga Maria Carolina Roseiro ressalta que o vírus transformou o dia a dia em um contexto de risco de contaminação do coronavírus, com o receio de perder um parente ou um amigo, vítima da infecção pelo vírus. Antes e durante a prova, ela orienta que os participantes mantenham os protocolos de higiene, como o uso constante de máscara, e o distanciamento social.

No caso dos candidatos que ainda estão cursando o ensino médio, ela sugere que os estudantes busquem orientação junto aos pedagogos, diretores ou demais profissionais das instituições de ensino, para falar sobre o assunto e expor medos, angústias. Já aqueles que não estão matriculados em nenhuma escola, podem buscar auxílio em canais que oferecem suporte psicológico via internet.

"Lidar com tudo isso tem uma resposta natural de aumento da ansiedade. A nossa ansiedade de base, quando a gente se sente seguro, tem uma resposta mais saudável. Quando estamos numa sensação de risco prolongado, como é esse caso, a saúde mental fica desgastada e vamos ter mais dificuldade de concentração nas provas, por exemplo", explica.

Mulher faz compras usando máscara
Candidatos terão de usar máscaras durante a prova. Crédito: Freepik

CALENDÁRIO

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), 5.687.271 participantes devem fazer a versão impressa das provas. Enquanto isso, 96.086 serão submetidos ao exame na modalidade digital. Os resultados serão divulgados no dia 29 de março. Confira todas as datas das provas:

  • 1º DIA - 17 de janeiro
  • Duração: 5h30 de aplicação de prova
  • Disciplinas: Linguagens (45 questões) | Ciências Humanas (45 questões) | Redação
  • 2º DIA - 24 de janeiro
  • Duração: 4h30 de aplicação de prova
  • Disciplinas: Ciências da Natureza (45 questões) | Matemática (45 questões) 
  • ENEM DIGITAL - 31 de janeiro e 7 de fevereiro
Estudantes negros devem entrar em contato no perfil do Pretos no Enem no Instagram ou através de e-mail
Edição do Enem 2020 vai contar com prova digital e impressa. Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.