ASSINE

Em 8 dias, acidentes de trânsito mataram 10 pessoas em Aracruz

A batida mais recente aconteceu neste domingo (10), quando três adolescentes morreram após o carro em que eles estavam colidir com uma van na ES 456

Colatina
Publicado em 11/10/2021 às 18h59
Julia Jamily e Letícia Koch, ambas com 16 anos, e Leonardo de freitas, 15 anos, morreram no acidente em Aracruz.
Julia Jamily e Letícia Koch, ambas com 16 anos, e Leonardo de freitas, 15 anos, morreram no acidente em Aracruz. Crédito: Montagem A Gazeta

Na noite deste domingo (10), três adolescentes morreram em um acidente envolvendo uma van e um carro de passeio na ES 456, em Aracruz. Camily Silva Fraga, de 16 anos, Leonardo de Freitas Martins, de 15 anos, e Letícia Koch Brandão Almeida, de 16 anos, foram as vítimas dessa colisão, que já é a terceira com mortes registrada recentemente no município. Somente no período de oito dias, 10 pessoas morreram em acidentes de trânsito em Aracruz.

Na última segunda-feira (4), um casal faleceu em um acidente entre dois carros no km 192 da BR 101, em Aracruz, no Norte do Espírito Santo. Berlindo da Conceição de Freitas, 60 anos, e a esposa Maria das Graças Elizeu, de 56, estavam em um veículo da Secretaria de Saúde de Sooretama e, segundo a prefeitura, a mulher acompanhava o marido a uma consulta.

Berlindo da Conceição de Freitas, 60 anos, e a esposa Maria das Graças Elizeu, de 56. Crédito: Reprodução
Berlindo da Conceição de Freitas, 60 anos, e a esposa Maria das Graças Elizeu, de 56. Crédito: Reprodução

Cinco pessoas morreram vítimas de um acidente que aconteceu no sábado (2) na Rodovia ES 257, altura da zona rural de Aracruz. Quatro delas eram da mesma família. Pais e filhas voltavam de um passeio em uma lagoa quando bateram o carro.

Belanisio Pereira Rodrigues, de 48 anos, e Joselia Rocha, de 36 anos, morreram na hora. As filhas, Izabela Rocha Rodrigues, de 6 anos, e Valentina Rocha Rodrigues, de 2 anos, chegaram a ser socorridas e encaminhadas para o Hospital São Camilo, mas não resistiram aos ferimentos e tiveram os óbitos confirmados.

Pais e filhas voltavam de um passeio em uma lagoa quando bateram o carro. Crédito: Acervo pessoal
Pais e filhas voltavam de um passeio em uma lagoa quando bateram o carro. Crédito: Acervo pessoal

O motorista do outro veículo, identificado como Gilberto Martin, ficou internado em estado grave e faleceu dias após o acidente.

O Capitão Alexandre Vieira, da Polícia Militar, conversou com o repórter Eduardo Dias, da TV Gazeta Norte, e explicou algumas causas de acidentes nas rodovias do município de Aracruz.

“Aracruz tem duas rodovias muito movimentadas, que ligam à orla. A rodovia do acidente de domingo (ES 456), tem muitas curvas, o que prejudica a condução. E já ES 257, é uma via plana com muitas retas, onde o excesso de velocidade é causador de muitos acidentes. Como foi na semana passada, com 5 vítimas”, explica.

FERIDOS NO ACIDENTE DESTE DOMINGO (10)

Além dos três mortos, outras seis pessoas ficaram feridas na batida da noite deste domingo (10). Quatro delas estavam no carro de passeio, junto com os adolescentes que morreram. As outras duas pessoas feridas estavam na van.

Os feridos foram socorridos - um em estado de saúde estável e os outros instáveis - e levados para o Hospital São Camilo, em Aracruz.

Conforme apuração da TV Gazeta Norte com o Hospital São Camilo, o condutor do veículo era um jovem de 19 anos, que está em estado grave e foi encaminhado para uma unidade hospitalar da Grande Vitória.

Neste acidente, a chuva potencializou os riscos da rodovia de Aracruz. O motorista da van relatou que seguia em direção ao Centro de Aracruz quando se deparou com o carro de passeio, que rodou na pista desgovernado e colidiu de frente com a van. Segundo o Capitão Alexandre, no momento estava chovendo, o motorista não conseguiu reagir rápido e desviar do veículo.

Para o Capitão, a atenção deve ser redobrada com o tempo chuvoso. “O cenário de chuva ele potencializa qualquer possibilidade de acidente. A velocidade tem que ser reduzida à metade da máxima. Se uma rodovia tem a máxima de 60km/h a velocidade deve ser reduzida para 30km/h. Principalmente em curvas”, afirma.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Aracruz Polícia Militar acidente aracruz trânsito

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.