ASSINE

Família indígena morta em acidente é sepultada em Aracruz

O casal morreu no local da batida. As duas crianças chegaram a ser levadas para o hospital, mas não resistiram.  Pai, mãe e as duas filhas foram sepultados no fim da tarde deste domingo (3)

Linhares
Publicado em 04/10/2021 às 09h00
Quatro vítimas de acidente eram de aldeia indígena de Aracruz . Crédito: Reprodução /  Arte A Gazeta
Quatro vítimas de acidente eram de aldeia indígena de Aracruz . Crédito: Reprodução / Arte A Gazeta

O clima nas aldeias de AracruzNorte do Espírito Santo, é de luto. As quatro vítimas do acidente ocorrido no último sábado (2), na zona rural do município, eram indígenas da mesma família. Em conversa com a reportagem de A Gazeta, o cacique José Sizenando afirmou que, "quando acontece uma perda assim, todas as aldeias ficam em luto".

A família pertencia à aldeia Caieiras Velha, uma das doze existentes em Aracruz. Pai, mãe e as duas filhas foram sepultados no fim da tarde deste domingo (3), no cemitério Santa Cruz, que fica no município. O cacique Sezenando disse que a aldeia ainda trabalha para ter um cemitério próprio.

O ACIDENTE

A colisão ocorreu na tarde de sábado (2). Testemunhas relataram à Polícia Militar que o condutor do carro realizava uma ultrapassagem e atingiu de frente a van, que vinha no sentido contrário.

Quatro pessoas estavam no carro.  Belanisio Pereira Rodrigues, de 48 anos, e Josélia Rocha, de 36 anos, morreram na hora. Ela completaria 37 anos no próximo domingo. As filhas, Izabela Rocha Rodrigues, de 6 anos, e Valentina Rocha Rodrigues, de 2 anos, chegaram a ser socorridas e encaminhadas para o Hospital São Camilo, mas não resistiram aos ferimentos e tiveram os óbitos confirmados durante a noite. Joselia deixa uma outra filha adolescente.

Três pessoas que estavam na van também ficaram feridas. Duas foram encaminhadas para o Hospital São Camilo e uma delas teve alta. Não há informações sobre a terceira vítima. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Aracruz aracruz ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.