ASSINE

Covid-19: todas as cidades do ES estão em risco baixo de transmissão

Desde a instituição do mapa de risco no Estado, em abril de 2020, esta é a primeira vez que todos os municípios ficaram na cor verde, no menor nível de ameaça

Publicado em 10/09/2021 às 18h23
72º mapa de risco do Espírito Santo foi divulgado nesta sexta-feira (9) pelo Governo do Estado
72º mapa de risco do Espírito Santo foi divulgado nesta sexta-feira (10) pelo Governo do Estado. Crédito: Divulgação | Governo do Espírito Santo

Pela primeira vez desde abril do ano passado, o Espírito Santo tem todos os municípios classificados no risco baixo para a transmissão do novo coronavírus. Durante todo o período em que a estratégia é adotada em território capixaba, o Estado nunca havia conseguido ter o mapa de risco totalmente verde.

Anunciada pelo governo do Estado nesta sexta-feira (10), a 72ª classificação entra em vigor a partir da próxima segunda-feira (13) e valerá até o domingo seguinte, dia 19 de setembro. A única mudança em relação à anterior é a saída das cidades de AlegreBom Jesus do Norte e Itarana do risco moderado.

72º mapa de risco do ES
72º mapa de risco do ES. Crédito: Divulgação | Governo do Espírito Santo

CASAGRANDE COMEMORA MAPA, MAS FAZ ALERTA

Em substituição ao pronunciamento que costuma fazer às sextas-ferias, o governador Renato Casagrande gravou um vídeo no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Na gravação divulgada no fim da tarde desta sexta, ele comemorou o novo mapa, que traz os 78 municípios do Espírito Santo no risco baixo.

Renato Casagrande

Governador do Espírito Santo

"Isso é uma vitória da nossa estratégia, de vacinar e testar, e da colaboração de cada capixaba. Isso significa vidas salvas"

No conjunto de "boas notícias", ele destacou a busca das 500 mil vacinas no Instituto Butantan, que serão usadas como dose de reforço, e a ampla testagem no Estado. "Estamos fazendo 478 mil testes por milhão de habitante. É mais que a média nacional, que é de 266 mil. Isso é fundamental", continuou.

No entanto, o governador destacou que alguns indicadores da pandemia seguem piorando, principalmente na Região Sul. "A primeira preocupação é que a positividade continua crescendo e já está em 20%. No Sul do Estado, ela está praticamente em 30%, onde a internação também cresceu nas últimas semanas", alertou.

Governador comemora mapa de risco do ES 100% verde, mas faz alerta sobre pandemia

Além disso, Casagrande afirmou que a taxa de contágio (RT) segue acima de 1. Ou seja, cada infectado transmite a Covid-19 para mais de uma pessoa e, assim, a pandemia segue em expansão em território capixaba. O ideal, portanto, é que o RT fique sempre abaixo de 1, para controlar o avanço da doença.

"Por isso, nossa preocupação de manter os cuidados e respeitar os protocolos (como distanciamento social e uso de máscara) para continuar controlando a pandemia e salvando a vida dos capixabas. É o chamamento, é o pedido que a gente faz", concluiu o governador.

ENTENDA O MAPA DE RISCO

Na chamada Matriz de Convivência, adotada desde agosto do ano passado, a classificação das cidades capixabas é consequência da combinação de dois eixos. Juntos, eles consideram quatro fatores relativos à pandemia da Covid-19 e definem quatro níveis de risco: baixo, moderado, alto e extremo.

  • Eixo ameaça: composto pelo coeficiente de casos ativos nos últimos 28 dias, pela quantidade de testes realizada a cada mil habitantes e pela média móvel de mortes dos últimos 14 dias. Todos são indicadores particulares a cada município. 
  • Eixo vulnerabilidade: formado pela taxa de ocupação dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI), considerando o total de vagas ocupadas atualmente diante de todas as disponibilizadas durante o período de maior expansão da rede do Estado.

Iniciada em abril de 2020, a estratégia do mapeamento no Estado segue as orientações do Ministério da Saúde e recomendações técnicas do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil, da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.