Covid-19: como e quando os idosos acima de 75 anos serão vacinados no ES

Os idosos acima de 75 anos que não estão nas instituições de longa permanência são parte do segundo grupo do plano de imunização nacional contra a Covid-19

Vitória
Publicado em 20/01/2021 às 16h26
Atualizado em 20/01/2021 às 16h31
Coronavac
Coronavac chega ao Esp''. Crédito: Fernando Madeira

A primeira fase da vacinação contra a Covid-19 mal começou e a ansiedade de muitos vovôs e vovós com mais de 75 anos já está elevadíssima. Um deles é o avô da psicóloga Mariana Passamani,  o Natal Francisco Passamani, de 90 anos, morador de Vila Velha. "Vovô pergunta todo dia quando  vai tomar a vacina e onde ele precisa ir para recebê-la", conta a neta. 

Contudo, o Seu Natal vai ter que esperar mais um pouquinho. É que o público dos idosos acima de 75 anos, que não está nas instituições de longa permanência como abrigos e asilos, é parte do segundo grupo do plano de imunização nacional contra a Covid-19, ainda sem data precisa para acontecer. 

Com as mais de 101 mil doses da Coronavac que chegaram na segunda-feira (18) ao Estado, o governo estadual pretende atender o grupo prioritário número  1, determinado pelo Ministério da Saúde, que são idosos que vivem em instituições de longa permanência e também profissionais da saúde que atuam diretamente no enfrentamento à Covid-19. 

Além de depender da chegada de outros lotes de vacins ao Espírito Santo, a segunda fase da imunização também deverá ser compatível com o cronograma nacional de imunização, que nem sequer tem data fixa estipulada.

"Assim que o governo federal receber as vacinas vindas da Índia, ele distribuirá as doses para os Estados, de acordo com a população deles. Já em fevereiro, daqui a duas semanas, começará a produção nacional das vacinas pelo Instituto Butantan e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Também pode ser que o governo federal faça outros contratos nos próximos dias", especulou o governador Renato Casagrande, na última segunda-feira (18).

CIDADES

Alguns municípios  capixabas já decidiram as estratégias de imunização dessa parcela de moradores. Em Viana, a população acima de 75 anos é de 1.977 pessoas e todos receberão as vacinas em casa. Isso será possível pois os  agentes de saúde tem mapeado cada morador nesta faixa etária, não sendo necessário qualquer tipo de marcação. 

Já na Capital, onde existem 11.473 idosos acima de 75 anos, o agendamento para receber as doses da vacina poderá ser feito de maneira on-line, tanto pelo site quanto pelo aplicativo da Prefeitura de Vitória. A Secretaria Municipal de Saúde de Vitória explicou que quem não tiver acesso à internet poderá procurar uma unidade de Saúde presencial para fazer a marcação. 

A maioria dos municípios que montou estratégias de vacinação para a segunda etapa informou que os idosos integrantes deste grupo que estiverem acamados ou mesmo com dificuldades de locomoção receberão a vacina em casa. 

CUIDADO COM O GOLPE!

E atenção: nenhuma das prefeituras está ligando para as casas ou celulares dos moradores da cidade pedindo dados para um suposto cadastro de marcação de consultas. A Polícia Civil já deixou um alerta para a população sobre a possibilidade de golpes com essas características. 

Mas ainda há incertezas, já que cidades com um grande contingente populacional, como Serra ou mesmo Cachoeiro de Itapemirim, não definiram o formato da próxima etapa, se haverá agendamento, se a vacinação será em unidades de saúde ou domiciliar.

Para quem aguarda pela vacina, o tempo passa e aumenta a angústia por um planejamento mais objetivo e concreto para receber e tão esperada proteção contra o coronavírus. Veja abaixo o que cada prefeitura informou sobre os planos de vacinação para os idosos:

Joana Ornelas dos Santos, de 102 anos, sendo vacinada contra o coronavírus
Joana Ornelas dos Santos, de 102 anos, é moradora do Lar do Idoso Avedalma, em Cariacica, e fez parte do primeiro grupo vacinado no Espírito Santo. Crédito: Claudio Postay

CARIACICA

  • O agendamento será on-line via site da prefeitura, mas só estará disponível quando começar a segunda fase; 
  • Caso não tenha acesso à internet, a marcação poderá ser feita presencialmente na unidade de Saúde mais próxima;
  • Os idosos acamados serão vacinados em casa; 
  • A prefeitura de Cariacica não realiza telefonemas para marcação de vacinação ou coleta de dados cadastrais. 

VITÓRIA

  • Agendamento será on-line via aplicativo ou site da prefeitura, mas só estará disponível quando começar a segunda fase;
  • Caso não tenha acesso à internet, a marcação poderá ser feita presencialmente na unidade de Saúde mais próxima;
  • Os idosos acamados serão vacinados em casa;
  • A prefeitura de Vitória não realiza telefonemas para marcação de vacinação ou coleta de dados cadastrais.

VILA VELHA

  • Agendamento será on-line via site da prefeitura, porém o serviço só estará disponível quando começar a segunda fase;
  • A prefeitura de Vila Velha não realiza telefonemas para marcação de vacinação ou coleta de dados cadastrais. Somente os idosos de instituições de longa permanência estão sendo contactados via telefonema. 

VIANA

  • Não haverá agendamento;
  • A vacinação será exclusivamente domiciliar. Os agentes de saúde têm cadastro de cada idoso acima de 75 anos da região que atendem;
  • A prefeitura de Viana não realiza telefonemas para marcação de vacinas ou coleta de dados cadastrais.

SERRA

  • Ainda não definiu se haverá agendamento dos idosos para a segunda fase;
  • A prefeitura da Serra não realiza telefonemas de marcação ou mesmo atualização de cadastro para vacinação. 

GUARAPARI

A prefeitura ainda não definiu como será a segunda fase da vacinação.

COLATINA

  • Não haverá agendamento on-line, por email ou telefone;
  • A vacinação será realizada nas Unidades de Saúde dos bairros que contarão com horários ampliados;
  • Locais como praças e ginásios de esportes também serão utilizados para vacinação deste grupo;
  • Idosos acamados ou com dificuldade de locomoção receberão a vacina em casa;
  • A prefeitura de Colatina não realiza telefonemas para marcação de vacinas ou coleta de dados cadastrais. Caso recebe esse tipo de ligação, comunique a Ouvidoria pelo número 0800 2839838. 

SÃO MATEUS

  • Não haverá agendamento on-line ou por telefone;
  • A vacinação será realizada de acordo com o comparecimento nas Unidades de Saúde.

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM

A prefeitura informou que não vai tratar sobre o assunto no momento, pois está lidando com a vacinação do primeiro grupo. 

SEM RESPOSTAS

As prefeituras de Linhares e de Aracruz foram contactadas mas não responderam às demandas da reportagem. 

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.