ASSINE

Coronavírus: Serra é a cidade com mais profissionais de saúde doentes

Os dados , coletados no Painel Covid-19, que é alimentado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), mostram uma predominância de doentes na Grande Vitória

Publicado em 22/04/2020 às 16h09
Atualizado em 23/04/2020 às 11h15
Enfermeiros, técnicos e médicos já foram diagnosticados com a doença no Estado. Crédito: Freepik
Enfermeiros, técnicos e médicos já foram diagnosticados com a doença no Estado. Crédito: Freepik

O município da Serra é o que conta com o maior número de profissionais da saúde infectados pelo novo coronavírus no Espírito Santo. De acordo com o Painel Covid-19, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 55 pessoas estão contaminadas. Ao todo, 206 tiveram diagnóstico confirmado para a doença. Desses, 32 foram curados.

Entre os profissionais estão médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, além de outras categorias. O detalhamento dos dados, como a área específica de atuação e os locais de trabalho, não foi informado pela Sesa.

A maior concentração dos casos está na Grande Vitória. O município de Vila Velha aparece no segundo lugar do ranking, com 52 casos, seguido por Vítória, com 51, e Cariacica com 20 confirmações. Fora da região metropolitana, Colatina, no Noroeste, e Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado, têm o maior número de profissionais infectados, ambos com quatro doentes.

O Painel Covid-19 indica que 157 dos infectados são mulheres e 49 homens. A faixa etária com maior prevalência é de 30 a 39 anos, grupo que contabiliza 82 pessoas. De acordo com a Sesa, as comorbidades mais registradas entre os profissionais infectados são cardiopatia, diabetes, obesidade e doenças no pulmão.

A Secretaria Municipal de Saúde da Serra informou que acompanha e monitora diariamente seus servidores e adotou todas as medidas para proteger seus colaboradores. "Vale ressaltar que a cidade da Serra possui um grande complexo hospitalar, sejam unidades municipais, estaduais e particulares, concentrando milhares de profissionais da área da saúde", diz a nota.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.