ASSINE

Coronavírus: ES já tem 1.055 mortes e mais de 26 mil casos confirmados

As informações constam no Painel Covid-19, atualizado pela Secretaria de Estado da Saúde na tarde deste domingo (14)

Publicado em 14/06/2020 às 16h35
Atualizado em 14/06/2020 às 18h25
Vitória - ES - Sepultamento de vítima da Covid-19 no cemitério Boa Vista, em Maruípe.
Sepultamento de vítima da covid-19 no cemitério Boa Vista, em Maruípe. . Crédito: Vitor Jubini

Com 27 novos óbitos por Covid-19 confirmados  em 24 horas, o Espírito Santo já registra  1.055 mortes por coronavírus desde o início da pandemia, segundo atualização deste domingo (14) no painel da Secretaria de Estado da Saúde.

O Estado também contabiliza 26.469 casos de coronavírus, 458 a mais do que os dados de sábado (13). Com as informações mais recentes, a taxa de letalidade no Espírito Santo está em 3,99%; já o número de pessoas curadas chegou a 14.634.

Entre os municípios, Vitória lidera o ranking do Estado com 4.734 registros da doença, seguido por  Serra (4.679), Vila Velha (4.571) e Cariacica (3.322). Já entre os bairros, Jardim Camburi, na Capital, está na frente no número de casos com 590 pessoas infectadas, seguido pela Praia da Costa, em Vila Velha, com 536 casos.

LUTO OFICIAL

O governo do Espírito Santo decretou luto oficial em todo Estado pelas mortes em decorrência da Covid-19, enquanto vigorar o estado de emergência em saúde pública. O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande (PSB), neste sábado (13), após o Estado ultrapassar mais de mil mortos pela doença.

Este vídeo pode te interessar

Casagrande lembrou que este é um momento que exige muita empatia, solidariedade e trabalho para vencer a crise, que é a mais grave desde a gripe espanhola, em 1919, e a crise econômica, de 2009. No Twitter, o governador pediu para a população ficar em casa, pelas pessoas que perderam familiares devido à Covid-19. "Por essas família hoje enlutadas, fique em casa" , publicou.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.