ASSINE

Ciclovia da Rio Branco vai manter árvores e estacionamento; obras vão até 2023

A via será implantada no canteiro central e terá cerca de um quilômetro de extensão, conectando a Ponte Ayrton Senna à Reta da Penha

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 26/01/2022 às 17h28
Nova ciclovia da avenida Rio Branco, em Vitória
Nova ciclovia da avenida Rio Branco, em Vitória. Crédito: Divulgação/Prefeitura de Vitória

A avenida Rio Branco, uma das principais vias da Capital, passará por obras e ganhará uma ciclovia no segundo semestre de 2023. O lançamento do edital para contratação da empresa que será responsável por realizar as intervenções foi feito nesta quarta-feira (26) pela Prefeitura de Vitória.

A previsão é de que as obras sejam iniciadas no segundo semestre deste ano e tenham duração de um ano. O investimento previsto para a reurbanização e a implantação da ciclovia será de R$ 3,7 milhões, e faz parte do pacote de R$ 1 bilhão em investimentos da PMV em várias áreas, até 2024, entre elas, no eixo de mobilidade e infraestrutura viária.

Além da reurbanização da avenida, que manterá duas pistas para tráfego de veículos e terá mudanças na drenagem, será feita  a implantação da ciclovia entre a Ponte Ayrton Senna (Ligação com Jardim da Penha) e a Reta da Penha. No trecho da Rio Branco que atravessa o bairro Santa Lúcia já há ciclovia. A obra foi finalizada em dezembro de 2020, no mandato do então prefeito Luciano Rezende. 

Com a nova etapa na Praia do Canto, a ciclovia da Praia de Camburi terá uma ligação com a da avenida Leitão da Silva.

Nova ciclovia da avenida Rio Branco, em Vitória
Nova ciclovia da avenida Rio Branco, em Vitória. Crédito: Divulgação/Prefeitura de Vitória

A ciclovia da Rio Branco será implantada no canteiro central da avenida e terá, aproximadamente, um quilômetro de extensão e três metros de largura, além de contar com canteiros e jardins. Haverá semáforos exclusivos para ciclistas e pedestres. As árvores existentes serão mantidas.

"Faremos a ciclovia em concreto e, no entorno das árvores, colocaremos um piso drenante, que permite integrar as duas coisas. Haverá, ainda, iluminação entre as árvores e gradil de segurança para proteção dos ciclistas", explicou o secretário de Governo e de Desenvolvimento da Cidade e Habitação, Marcelo de Oliveira.

Ele observa que as intervenções buscam atender uma demanda antiga da comunidade. O projeto final foi aprovado em audiência pública.

Marcelo de Oliveira

Secretário de Governo e de Desenvolvimento da Cidade e Habitação

"Existia uma demanda para ligação da ciclovia, que era uma discussão que já se arrastava há quase sete anos, e no início da gestão do prefeito Pazolini decidimos atender essas demandas, ir em frente com os projetos. Mas entendemos que era necessária também uma requalificação da via, que terá alteração em parte das pistas, drenagem, entre outras questões "

O QUE ESTÁ PREVISTO PARA A AVENIDA RIO BRANCO

  • Ciclovia no canteiro central com extensão de aproximadamente 1km (ponte Ayrton Senna - entroncamento com a Reta da Penha);
  • Manutenção das árvores e vagas de estacionamento;
  • Iluminação no canteiro central entre as árvores e gradil para proteção dos ciclistas;
  • Pista de rolagem de veículos com 3,0 m do lado esquerdo, 2,9 m do lado direito e estacionamento com 2 m;
  • Ciclovia será executada em concreto e será feita a instalação de piso drenante no entorno das árvores;
  • A sinalização horizontal será em pintura e vertical com placas e semáforos exclusivos para os ciclistas e pedestres.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.