ASSINE

Cadê a bandeira do Brasil do 38° Batalhão do Exército em Vila Velha?

De helicóptero, a bandeira brasileira foi retirada do mastro na manhã desta quinta-feira (19) e local permanecerá sem o símbolo nos próximos dias; entenda os motivos

Tempo de leitura: 2min
Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/05/2022 às 14h56

Não estranhe caso olhe para o entorno do Convento da Penha, em Vila Velha, e não encontre a bandeira do Brasil tremulando na composição do cenário. Devido aos fortes ventos na região há cerca de 15 dias, as presilhas superiores do mastro fixado no 38° Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro arrebentaram. Como a haste empenou praticamente no ponto mais alto, não foi possível descer com a bandeira — há algumas semanas, rajadas superiores a 70 km/h foram registradas na Terceira Ponte.

Com o intuito de tentar reparar o dano, um militar foi colocado em um cesto e, depois, suspenso até o local com o auxílio do helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Secretaria da Casa Militar (Notaer).

A tentativa de conserto foi realizada na manhã desta quinta-feira (19) e o internauta Hygoor Jorge filmou a ação. Por conta do dano na haste, a posição da bandeira também estava em desacordo com o que deve ser mantida.

Segundo a assessoria do 38º Batalhão de Infantaria, não foi possível reparar as presilhas e a bandeira precisou ser removida com o auxílio da aeronave. Segundo o setor de comunicação do local, mensalmente a bandeira é trocada devido aos danos causados por vento, chuva e sol. Esse procedimento de praxe é realizado por meio do hasteamento, o que não pode ser feito desta vez.

SERVIÇO DE FORA

Sem conseguir realizar o procedimento, o 38º Batalhão de Infantaria vai contratar uma empresa para que a manutenção e a substituição das peças danificadas sejam feitas, visto que a bandeira hasteada é um dos símbolos da área pertencente ao Exército.

Vila Velha
Dentro de um cesto preso ao helicóptero do Notaer, militar retirou a bandeira do mastro do 38º Batalhão de Infantaria em Vila Velha. Crédito: Hygoor Jorge

É provável que pelos próximos dias o local fique sem a bandeira, mas a intenção é realizar o serviço o mais rápido possível, segundo a comunicação do 38º Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.