ASSINE

Buda, igrejas e santuário: veja roteiro de turismo religioso em Ibiraçu

Em meio a templos, imagens e caminhos, não faltam programas para um encontro com a espiritualidade. Que tal aproveitar o fim de semana para conhecer o destino?

Tempo de leitura: 3min
Linhares
Publicado em 13/05/2022 às 13h39
Mosteiro Zen Budista, Capelinha e Santuário Nossa Senhora da Saúde, atrações religiosas e turísticas em Ibiraçu, Norte do Espírito Santo
Buda gigante, Capelinha e Santuário Nossa Senhora da Saúde, atrações religiosas e turísticas em Ibiraçu. Crédito: Ricardo Medeiros, Carlos Alberto Silva e Diocese de Colatina / Arte A Gazeta

Em busca de paz e bênçãos, um dos destinos para os religiosos é a cidade de Ibiraçu, no Norte do Espírito Santo. A cerca de 70 km de Vitória, logo quem passa pela BR 101 pode perceber referências de espiritualidade em templos, igrejas, capelas e imagens que atribuem beleza única ao local.

Quem não se encanta com o Buda gigante? Ao lado dele, na Praça Torii, está sendo concluída a obra de uma capela de Nossa Senhora da Penha. A previsão da Secretaria de Turismo de Ibiraçu é que a imagem da santa chegue até junho.

Segundo o secretário da pasta, Felix João Castro, há um trabalho em desenvolvimento que reúne autoridades católicas e budistas na criação de um laço entre as religiões no município. “O monge participa do diálogo e também o bispo emérito. Eles estão interligados com esses dois monumentos”, diz Castro.

Este vídeo pode te interessar

Imagem de conteúdo patrocinado da CBL, não usar
Muitos turistas param na BR 101 para fazer fotos perto do Buda gigante. Crédito: Marina Machado/Agência Buzz Me/ Divulgação

Depois do Buda e da capela, naquela região, encontra-se também o Mosteiro Zen Budista, instalado no município desde 1974, pelo monge Daiju Bitti. O caminho é também repleto de natureza em um ambiente de calma e serenidade, em uma estrada rural. O acesso ocorre a partir da Praça Torii. O local é aberto ao público aos sábados e aos domingo, de 8h às 12h.

MAIS PERTO DO CÉU

Ainda na BR 101, ao alto de uma pedra, é possível observar a igrejinha de Santo Antônio, que desperta curiosidade. Ela foi construída naquele local a pedido de um morador da cidade, Diógenes Antonio Vescovi Modenesi, que em tratamento contra um câncer, pediu à família para que levantassem um local de oração.

Devoto de Santo Antônio, o homem se curou do câncer e ajudou na obra, mas morreu afogado em 1998, no mar da Barra do Sahy, litoral de Aracruz, quando a igrejinha ainda não estava pronta. Hoje, quem vai até lá, vê uma imagem de Diógenes, terços e um sacrário.

Igrejinha de Ibiraçu surgiu da promessa feita pela família Modenesi
Igrejinha de Ibiraçu surgiu da promessa feita pela família Modenesi. Crédito: Carlos Alberto Silva

Para entrar nela é preciso procurar a mãe de Diógenes, chamada Santa Vescovi Modenesi, que guarda a chave que abre a porta da igreja, das 7h às 17h. Ela mora no Centro, na Avenida Conde D'eu, número 389. Depois, a orientação para chegar é pegar uma estrada de chão, acessada pela BR 101, e subir (para quem vem de Vitória, é em um trecho após o fim da duplicação da rodovia).

DA MATRIZ AO SANTUÁRIO

Se você tem disposição para andar (a pé, de bicicleta, de carro, como quiser), o Caminho da Sabedoria tem um trajeto de mais de 100 km e passa por diversas comunidades de Ibiraçu. O turista pode pegar um mapa a partir da igreja matriz, que fica às margens da BR 101, onde tudo começa. Ele passa pelo Buda Gigante e pelo interior da cidade.

O final desse programa é o Santuário Nossa Senhora da Saúde, que também fecha o nosso roteiro. A santa é padroeira da cidade. Imigrantes italianos chegaram em Ibiraçu, no século XIX, e construíram uma capela. Naquele mesmo lugar hoje ficam os templos: a igrejinha continua, mas há também uma maior edificada depois.

Santuário Nossa Senhora da Saúde
Santuário Nossa Senhora da Saúde, em Ibiraçu. Crédito: Diocese de Colatina/Divulgação

O caminho até lá passa pelo Centro da cidade, depois pela Avenida Arlindo Vicente e a Rua Paulina Recla. Depois pega uma estrada ao lado dos trilhos do trem e entra após uma passagem por cima da linha férrea.

“Eu penso que Ibiraçu, sendo também a capital do pastel e do caldo de cana, temos como grande diferencial o turismo religioso através do Grande Buda, do Santuário Diocesano Nossa Senhora da Saúde, sendo que junto deles se forma o caminho da sabedoria. Temos a igrejinha na pedra, que cada vez mais tem tido procura”, disse o secretário de Turismo.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.