ASSINE

Academias no ES vão exigir passaporte da vacina. Veja regras

Nas cidades em risco moderado, não haverá mais restrições como número de alunos e distanciamento de equipamentos, mas todos terão que comprovar que foram vacinados

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 27/01/2022 às 20h28
Academia foi um dos segmentos avaliados no 29º Recall de Marcas
Academia vão exigir passaporte da vacinação. Crédito: Yeko Photo Studio/ Freepik

Com as mudanças anunciadas nesta quinta-feira (27) pelo governo do Espírito Santo, as academias de ginástica localizadas em cidades em risco moderado deixam de ter a imposição de restrições, como o distanciamento dos equipamentos e limite de alunos. Porém, elas serão obrigadas a exigir o passaporte da vacina contra a Covid-19, assim como aquelas no risco baixo.

Em coletiva no Palácio Anchieta, o governador Renato Casagrande anunciou também que os bares e restaurantes do Espírito Santo, da mesma forma que as academias, passarão a ter que exigir que os clientes estejam com o esquema vacinal completo, independentemente da classificação de risco em que o município se encontra.

A medida foi decidida em acordo entre os representantes dos setores produtivos e o governo do Espírito Santo. A exigência, segundo o governador, que já existia para shows e atividades culturais, passa a valer também para todos os estabelecimentos onde as pessoas precisam tirar a máscara para comer ou beber. A exceção, ele afirma, é para as lojas, onde as pessoas entram e permanecem de máscara o tempo todo.

Este vídeo pode te interessar

Além do passaporte da vacinação, as academias precisarão manter a rotina de higienização e o uso de máscara por parte dos alunos e dos trabalhadores.

No caso das academias, explica a secretária de Estado de Turismo, Lenise Loureiro, que participa das definições do Grupo de Comando e Controle de Enfrentamento a Pandemia, acabam as restrições como o distanciamento dos equipamentos e proibição de atividades aeróbicas coletivas, que eram aplicadas até então nos municípios em risco moderado.

“A premissa é de que, com a vida voltando ao normal, as atividades podem acontecer de modo geral, mas será necessário apresentar o passaporte da vacinação contra a Covid-19”, explicou Lenise. No risco baixo já não há restrições para academias, mas elas também precisarão exigir a comprovação da imunização.

As medidas passam a valer a partir da próxima segunda-feira (31), quando entra em vigor o novo Mapa de Risco.

SETOR COMEMORA MUDANÇAS

O presidente da Associação das Academias de Ginástica do Espírito Santo (Acages), Carlos Andrião, explica que o fim das restrições, pactuadas com o governo, visa ampliar as ações de enfrentamento à pandemia no Espírito Santo.

“Dentre as propostas, foi pactuado que vamos exigir o passaporte de vacinação e ajudar na campanha da vacinação”, relata.

Ele destaca que, com o fim das restrições nos municípios em risco moderado, os estabelecimentos poderão permitir a entrada de mais alunos, promover atividades aeróbicas, uso da piscina, etc. “Foram medidas importantes para o setor, mas também para os clientes, que precisam cuidar da saúde.“

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.