ASSINE

224 mil idosos no ES devem tomar terceira dose da vacina até 30 de novembro

Anteriormente, a dose de reforço era indicada somente cinco meses depois da aplicação da segunda dose. No Espírito Santo, no entanto, a Sesa anunciou a redução deste intervalo para 90 dias (três meses) após a D2, para idosos

Vitória
Publicado em 20/11/2021 às 12h42
Campanha de vacinação contra a Covid-19 em Vitória começa com idosos
Mais de 224 mil idosos estão aptos a receber a dose de reforço no ES. . Crédito: Fernando Madeira

Recomendado pelo Ministério da Saúde a fim de manter a efetividade da vacina contra Covid-19 diante dos casos mais graves da doença, 224.151 idosos estão aptos a tomar a dose de reforço no Espírito Santo, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informados pela coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, nesta sexta-feira (19). O objetivo, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), é vacinar este público até o dia 30 de novembro.

A Sesa publicou nesta sexta-feira as regras que vão servir para a aplicação do reforço vacinal em pessoas com mais de 18 anos. O mesmo documento reduz para três meses o tempo de intervalo entre a D2 e a D3 em pessoas com mais de 60 anos, eles terão prioridade na aplicação.

De acordo com a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, o Estado tem doses de vacina suficiente para atender este público.

“Temos em nosso estado 562.285 idosos. Deste público, 338.134 já foram vacinados com dose de reforço. Agora a nossa meta é vacinar todos os demais até o dia 30 de novembro, garantindo uma proteção mais eficiente contra a Covid-19 para as pessoas acima de 18 anos”, reiterou.

MUDANÇA NO INTERVALO

No Espírito Santo, o Secretário Estadual de Saúde, Nésio Fernades, anunciou que a dose de reforço em idosos deve ser tomada após três meses da segunda dose — e não após cinco meses, como nos demais adultos. A declaração foi dada na última quarta-feira (17), em coletiva de imprensa.

“O Espírito Santo já procedeu redução, inclusive antes do Ministério da Saúde, para quatro meses e, agora vamos reduzir para 90 dias. Ao cruzar os dados, identificamos que, entre aqueles que receberam as duas doses, a redução do óbito na população não idosa é muito radical. Somente 4% de óbitos ocorreram com população com menos de 60 anos, entre os que tomaram duas doses, enquanto que 96% dos óbitos ocorreram entre pessoas idosas, no percentual pequeno que temos de idosos que tomaram apenas duas doses”, destacou Nésio.

TERCEIRA DOSE PODE SER COM VACINA DIFERENTE

Para aplicar a dose de reforço, a Sesa adotou tanto o sistema de vacinação homólogo quanto o heterólogo. “O sistema homólogo é aquele em que a terceira dose é realizada com a vacina do mesmo laboratório que a pessoa tomou as duas primeiras. Por exemplo, quando a pessoa foi vacinada com a Pfizer e, na dose de reforço, também recebeu a Pfizer”, explica Danielle Grillo.

O sistema heterólogo, no entanto, é quando há um cruzamento de vacinas. Neste caso, a pessoa que recebeu imunizantes Coronavac ou Astrazeneca, por exemplo, pode receber uma terceira dose de um laboratório diferente.

“A dose de reforço pode ser dada com a Pfizer, que tem a tecnologia de RNA Mensageiros, ou com a AstraZeneca e a Janssen, que são vacinas de vetor viral. Cabe salientar que os dois sistemas são seguros, autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e recomendados pelo Ministério da Saúde. Não há porque recusar a vacina de reforço, caso ela seja diferente das duas doses anteriores que foram tomadas. O mais importante é ter imunidade eficaz contra os casos graves da covid-19”, finaliza.

  • Quem tomou 1ª e 2ª dose de Coronavac pode tomar 3ª dose de Pfizer, preferencialmente, ou Janssen e AstraZeneca
  • Quem tomou 1ª e 2ª dose de Pfizer pode tomar 3ª dose de Pfizer, preferencialmente, ou Janssen e AstraZeneca
  • Quem tomou 1ª e 2ª dose AstraZeneca pode tomar 3ª dose de Pfizer, preferencialmente, ou Janssen e AstraZeneca;

MEGA VACINAÇÃO NO SÁBADO (20)

Com objetivo de aumentar o número de capixabas com o esquema vacinal completo e reforçar a importância da dose de reforço em todas as pessoas acima de 18 anos, a Secretaria Estadual de Saúde realiza neste sábado (20) a campanha “Mega Vacinação” nos 78 municípios do Espírito Santo.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, destaca que o Estado tem vacinas suficientes tanto para atender quem está com o esquema vacinal incompleto quanto quem precisa da dose de reforço.

“É um momento muito importante para o Estado, de oportunizar as segundas doses e a de reforço, a fim de garantir uma cobertura vacinal ainda melhor”, disse Danielle Grillo.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.