ASSINE

Covid-19: ES reduz intervalo entre 2ª e 3ª dose em idosos para 90 dias

Redução do intervalo para a dose de reforço foi anunciada nesta quarta-feira (17) pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes

Publicado em 17/11/2021 às 15h22

O governo do Espírito Santo anunciou a redução do prazo de intervalo entre a segunda e a terceira dose da vacina contra a Covid-19 para maiores de 60 anos. Agora, ao invés de quatro meses, este público poderá tomar a dose de reforço da vacina 90 dias após a data de aplicação da segunda dose.

A medida foi anunciada em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira (17) pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes. Para ele, essa é uma forma eficaz para reduzir o índice de mortes e internações de pessoas com mais de 60 anos.

“O Espírito Santo já procedeu redução, inclusive antes do Ministério da Saúde, para quatro meses e, agora, vamos reduzir para 90 dias. Ao cruzar os dados, identificamos que, entre aqueles que receberam as duas doses, a redução do óbito na população não idosa é muito radical. Somente 4% de óbitos ocorreram com população com menos de 60 anos, entre os que tomaram duas doses, enquanto que 96% dos óbitos ocorreram entre pessoas idosas, no percentual pequeno que temos de idosos que tomaram apenas duas doses”, destacou Nésio. 

Secretário Nésio e o sub Luiz Carlos Reblin disseram que é fundamental reduzir mortalidade entre idosos
Secretário Nésio e o sub Luiz Carlos Reblin disseram que é fundamental reduzir mortalidade entre idosos. Crédito: Reprodução/Coletiva Sesa

O secretário também falou sobre os índices de internações e de mortes provocadas pela Covid-19. “O Estado volta a apresentar queda sustentada e contínua em internações e óbitos pela Covid-19. Tivemos redução do número de casos novos chegando a um comportamento na média móvel 14 dias de 360 casos, o equivalente à primeira quinzena de maio de 2020. Também tivemos, entre 25 de outubro até presente data, queda 40% dos óbitos, considerando dados da média móvel de 14 dias e queda 25% das internações hospitalares em UTIs. Esse é resultado do avanço da vacinação da população, que precisa de estratégias ajustadas onde existe persistência de óbitos e internações”, disse.

Nésio Fernandes afirma que a vacinação de idosos com a terceira dose deve ser prioridade, concentrando esforços saúde e mobilização da própria população.

Nésio Fernandes

Secretário de Estado da Saúde do ES

"Entre as diversas vacinas disponibilizadas, a eficácia da vacina no esquema de duas doses para idosos é menor do que na população não idosa. A resposta imune organismo dos idosos é menor"

POPULAÇÃO ADULTA 

Além de reduzir o prazo para a dose de reforço para idosos, o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, comentou a decisão de imunização da população com mais de 18 anos com a dose de reforço, anunciadas pelo Ministério da Saúde.

“Isso terá papel importante no controle da circulação do vírus, especialmente com a proximidade do Natal, Ano Novo e Carnaval, garantindo menor risco de contágio no período do verão”, avaliou, acrescentando que o Estado tem vacina suficiente para os próximos 15 dias e que a partir da sexta-feira (19) os municípios estarão prontos para atender o público a partir das novas regras.

VACINA

O subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, destacou a importância da vacina.

“Quando temos muitos vacinados, os casos de óbitos e internações começam a cair. Temos que comemorar o sucesso da vacina, mais de 95% da população adulta já tomou a primeira dose, agora é necessário verificar quantos faltam para tomar a segunda, ir às casas e fazer eventos diferentes de ter salas esperando as pessoas chegarem. Já temos municípios fazendo isso”, disse.

A partir da decisão do Ministério da Saúde de determinar dose de reforço para maiores de 18 anos, a Secretaria de Estado a Saúde irá publicar resolução no Estado com as regras, incluindo a questão de 90 dias para pessoa idosa.

“Isso para que, a partir de sexta-feira (19), os municípios estejam preparados para oferecer as doses necessárias. Sábado (20) teremos dia nacional de vacina contra Covid e o Estado já tinha programado vacina nas escolas na próxima semana para atingir adolescentes, com aplicação da segunda dose” disse Reblin.

Com o avanço da vacinação, a expectativa é atingir no mês de novembro três regiões com risco muito baixo para Covid-19.

Com informações do G1 ES

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Vacinas contra a Covid-19 espírito santo nesio fernandes Secretaria de Governo Campanha de vacinação

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.