ASSINE

Já ouviu falar de azeite de abacate? Conheça o produto feito no ES

O azeite de abacate produzido em uma propriedade rural de Venda Nova do Imigrante tem acidez de até 0,4%. "Quanto menor a acidez, melhor a qualidade do azeite", explica a cientista de alimentos Joice Machado Romão

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 19/05/2022 às 09h25

O abacate, alimento tradicionalmente usado no prato mexicano guacamole, em vitaminas ou consumido puro, ganhou uma nova utilidade no Espírito Santo. Em Venda Nova do Imigrante, na Região Serrana do Estado, o produto é a matéria-prima de uma nova qualidade de azeite. 

Em entrevista ao repórter Aurélio de Freitas, da TV Gazeta, a cientista de alimentos e responsável técnica e produtiva, Joice Machado Romão, contou que o produto é 100% natural e de extrema qualidade, além de não ter a adição de conservantes e corantes.

“Não tem nenhum tipo de aditivo químico, a acidez é de até 0,4%, muito baixa. E quanto menor a acidez, melhor a qualidade do azeite”, explica.

O azeite de abacate da propriedade de Venda Nova do Imigrante é o único produzido no Estado e um dos poucos do país.

Propriedade do ES produz azeite de abacate; conheça a novidade
Propriedade do ES produz azeite de abacate; conheça a novidade. Crédito: Ari Melo

COMO É FEITA A PRODUÇÃO

Para produzir o azeite o processo é longo: são 40 dias até o produto final.

As máquinas e os processos são praticamente os mesmos utilizados na produção do azeite de oliva, mas a propriedade de Venda Nova do Imigrante fez ajustes para se chegar ao ponto para extração do azeite de abacate.

O produtor rural Jean Carlos Peterle explica que foi retirado a rosca que tritura a oliva e trocaram a velocidade das máquinas. “Foram muitas adaptações”, relembra.

Após a extração, o azeite vai para a decantação, onde fica por 15 dias. O produto então se separa de qualquer outra parte sólida da polpa que tenha ficado misturada. 

A produção da fábrica é de 15 a 20 litros de azeite por dia, mas tem capacidade para chegar a 60 litros. O produto é, atualmente, distribuído na Região Serrana e para supermercados da Grande Vitória.

Agora é correr para o supermercado e experimentar a novidade. O azeite é bem leve e com um leve sabor de abacate no fundo. E par os que querem utilizá-lo na culinária, o produto suporta cozimentos em alta temperatura, acima de 180 ºC, mantendo todas as propriedades, ideal para os mais variados pratos. 

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.