ASSINE

Do agroturismo aos produtos gourmet: produtores no ES apostam na inovação

Produtores capixabas investem em novas táticas de mercado para driblar a crise e garantir renda extra

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 17/05/2022 às 11h20

Para conseguir rendas extras ao fim do mês, produtores rurais no Espírito Santo apostam em inovações que envolvem novas táticas de mercado e até mesmo aposta no agroturismo.

É o caso do agricultor Sebastião Gasparini, que além da entrega de produtos orgânicos por meio dos centros de distribuição, também vai até as casas dos clientes em LinharesAracruz, no Norte do ES e na Grande Vitória para comercializar os produtos.

“Você não pode depender só da rede de distribuição de supermercados e hortifrúti. A gente precisa também levar o produto agrícola direto ao cliente, ao consumidor. Tem que ser agricultor, tem que ser comerciante, engenheiro agrônomo, tem que ser tudo um pouco, e ter um ganho mais equilibrado”, disse Sebastião.

Sebastião também aproveitou o sítio onde mora em Aracruz como outra forma de renda. Um dos destaques do local são as piscinas naturais, que recebem cerca de 170 visitantes em um final de semana comum, e chegam a lotar durante feriados, quando são utilizadas por quase 250 pessoas.

Sebastião Gasparini aposta no agroturismo como complemento à renda principal
Sebastião Gasparini aposta no agroturismo como complemento à renda principal. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Quem também decidiu expandir os negócios foi o produtor de queijos Roberto Cuzini. Além dos produtos tradicionais, passou a produzir os gourmet.

“São queijos que produzimos de maneira artesanal, com processos de maturação prolongada. Tenho um queijo até de 16 meses de maturação, sendo que é maturação que dá o sabor do queijo”, afirmou.

Roberto Cuzini criou opções aos queijos tradicionais para ter nova fonte de renda
Roberto Cuzini criou opções aos queijos tradicionais para ter nova fonte de renda . Crédito: Reprodução/TV Gazeta

O planejamento para diversificar a fonte de renda também passou pela escolha da localização da loja onde vende os produtos.

De frente para uma rodovia, Roberto libera o amplo local aberto para que clientes possam realizar piqueniques cercados pela natureza. Além disso, optou por iniciar o processo de entrega, o delivery.

“Também fazemos delivery, para facilitar a vida do cliente. É uma aposta que estamos iniciando, já que é uma tendência global, e também vamos atuar neste sentido”, disse Roberto.

O delivery é um dos exemplos de inovações com auxílio da tecnologia nas quais produtores rurais têm possibilidade de novas fontes de renda, de acordo com o coordenador do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em Linhares, Wilson Marchiori.

“Alguns já estão vendendo via internet, fazendo pedidos online, e isso faz com que produtores se reinventem e continuem no negócio. Damos todo o apoio necessário para pessoas que querem iniciar, como planejamento e plano de negócio. Em toda essa parte podemos ajudar e fazer um trabalho para que abranjam novos mercados”, afirmou o coordenador.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.