ASSINE

Paulo Guedes pede desculpa por fala sobre domésticas e viagem à Disney

"Mãe do meu pai foi empregada doméstica, qual o problema de fazer uma referência como essa", diz ministro

Publicado em 20/02/2020 às 12h37
Atualizado em 20/02/2020 às 12h40
Paulo Guedes, ministro da economia. Crédito: Sérgio Lima/Poder 360
Paulo Guedes, ministro da economia. Crédito: Sérgio Lima/Poder 360

O ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu desculpas nesta quinta-feira (20) por ter dito que estava uma "festa danada" de domésticas indo para a Disney. Ao mesmo tempo, o ministro disse não ver problemas na referência e afirmou que quem tira suas declarações de contexto está "semeando a discórdia".

"Eu peço desculpas se tiver ofendido", disse o ministro durante cerimônia no Palácio do Planalto sobre oferta de crédito. Ele acrescentou não ver problema em fazer a referência.  "A mãe do meu pai foi empregada doméstica, qual o problema de fazer uma referência como essa?", questionou.

Sem fazer menção direta à imprensa, ele disse que quem distorce sua fala quer semear discórdia. "Quem tira de contexto o que nós falamos está semeando discórdia."

Guedes afirmou no dia 12 que dólar um pouco mais alto é bom para todo mundo. Ao mencionar períodos em que o real esteve mais valorizado, disse que empregada doméstica estava indo para a Disney, "uma festa danada".

"Não tem negócio de câmbio a R$ 1,80. Vamos importar menos, fazer substituição de importações, turismo. [Era] todo mundo indo para a Disneylândia, empregada doméstica indo para a Disneylândia, uma festa danada."

"Espera aí, vai passear em Foz do Iguaçu, vai passear no Nordeste, está cheio de praia bonita, vai para Cachoeiro do Itapemirim conhecer onde Roberto Carlos nasceu. Vai passear, conhecer o Brasil", afirmou.

Nesta quinta, ele tentou corrigir a afirmação do dia 12 e disse que sua intenção era dizer que tem muita praia bonita no Nordeste e que os brasileiros optavam por viajar para o exterior.

Durante sua fala na cerimônia no Planalto, Guedes repetiu diversas vezes que o governo faz política econômica "para todos" e destacou que, em especial, para os mais humildes.

A declaração foi feita enquanto ele comentava do dólar, que tem se mantido acima de R$ 4. Ele disse que a realidade é de que câmbio flutuante, mas com a moeda americana numa cotação mais alta.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.