ASSINE

Dados do auxílio emergencial agora estão no Portal da Transparência

Qualquer pessoa pode verificar agora a lista de pessoas que estão recebendo o benefício de R$ 600. Na página, também é possível fazer denúncias de irregularidades

Publicado em 09/06/2020 às 10h49
Atualizado em 09/06/2020 às 13h37
Portal da Transparência mostra agora dados do auxílio emergencial de R$ 600
Portal da Transparência mostra agora dados do auxílio emergencial de R$ 600. Crédito: Portal da Transparência/Reprodução

O governo federal passou a disponibilizar dados do auxílio emergencial no Portal da Transparência. Na página, é possível consultar a lista com os cerca de 53,9 milhões de beneficiários e as parcelas creditadas. O portal ainda traz um canal de denúncias para quem verificar irregularidades.

A iniciativa é uma parceria entre a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Ministério da Cidadania que é o responsável pela gestão e base de dados do programa assistencial criado para atender pessoas em vulnerabilidade social devido a pandemia do novo coronavírus.

“Essa é mais uma iniciativa de incremento da transparência e do acesso à informação no governo federal”, afirmou a secretária de transparência e prevenção da corrupção da CGU, Cláudia Taya.

CONSULTA

A nova opção está no item “Auxílio Emergencial”, do Portal da Transparência. Qualquer pessoa pode verificar as informações a partir de dados como nome do beneficiário, CPF, Número de Identificação Social (NIS) ou pela lista de pessoas atendidas por município. Nos casos dos que fazem parte do Bolsa Família, a consulta é feita a partir dos representantes familiares, quando houver.

A consulta é formada por três grupos de beneficiários, conforme regras definidas na legislação: Programa Bolsa Família, Inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) e Não Inscritos no Cadastro Único (ExtraCad).

“Na própria consulta é possível já fazer uma denúncia caso se verifique situações de irregularidade ou de pagamento indevido. Essa denúncia vai direito para o sistema Fala.BR onde há um canal específico para as denúncias do Covid-19”, explicou a secretária de transparência e prevenção da corrupção da CGU, Cláudia Taya.

Também é possível devolver o recurso se estiver recebendo sem ter o direito. “Outra funcionalidade importante é que se você estiver navegando no site e verificar que está recebendo indevidamente ou, por qualquer outro motivo queira devolver o recurso, há um link para o Ministério da Cidadania com as orientações para devolução”, acrescentou Cláudia Taya.

Os valores que estão disponíveis no Portal da Transparência são das parcelas na conta dos beneficiários e não dá para saber se o recurso foi efetivamente sacado.

Além da lista em consulta online, também é possível baixar toda a base do auxílio emergencial nas planilhas disponíveis na seção “Dados Abertos”. Assim, os usuários podem fazer cruzamentos e análises específicas dos dados, aumentando a transparência.

No Painel Benefícios ao Cidadão está a quantidade de beneficiários, total de recurso pago e informações por Estados e municípios.

Inicialmente, o auxílio será pago em três parcelas mensais, no valor de R$ 600,00, para cada pessoa elegível, sendo possível acumular até dois benefícios por família. A mulher solteira e mãe de crianças ou adolescentes de até 18 anos receberá o benefício em dobro, R$ 1.200,00 mensal, mesmo que haja outra pessoa elegível na família.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.