ASSINE

INSS quer abrir concurso público com 10 mil vagas em 2022

Pedido para abertura do certame foi enviado ao Ministério da Economia. Ainda não há informações de quantitativo de vagas por cargo

Retorno do atendimento ao público no INSS.
INSS precisa recompor o quadro de servidores. Crédito: Vitor Jubini

Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) planeja abrir em breve um novo concurso público para a contratação de servidores efetivos. A expectativa é de que sejam abertas 10 mil vagas em 2022. A autarquia enviou na última segunda-feira (31) pedido ao Ministério da Economia para abrir o certame com chances para níveis médio e superior.

A pasta comandada por Paulo Guedes precisa analisar a solicitação para aprovar o preenchimento dos postos. A última seleção do INSS foi realizada em 2015 e, desde então, a autarquia precisa lidar com a falta de pessoal em seus quadros, estimada em torno de 23 mil servidores. A redução de profissionais impacta diretamente na população, por exemplo, nos pedidos de pensões por morte e aposentadoria.

Ainda não há informações sobre o quantitativo de vagas para cada cargo. A previsão é de que as chances sejam para os cargos de técnico, analista e médico perito. 

Para a função de técnico, o candidato precisa ter ensino médio completo. O salário inicial de R$ 5.344,87, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458. Para analista, a exigência é formação superior em diversas áreas de atuação, com inicial de R$ 7.954,09 por mês, contado o auxílio. Já o requisito para os peritos é ter nível superior em Medicina, com salário de R$ 10.616,14.

Em 2018, o INSS também demandou ao Ministério da Economia a abertura de 10 mil vagas, mas as contratações não foram autorizadas. Na ocasião, cerca de 2 mil eram referentes à chamada de aprovados do último certame e as demais para um novo processo seletivo.

O último concurso ofereceu 800 vagas e foi organizado pelo Cebraspe, antigo Cespe/UnB. Este foi um dos certames mais concorridos do país. Ao todo, a seleção registrou nada menos que 1.087.789 inscrições, ficando atrás apenas dos certames da Caixa, realizado 2014, com 1.156.744 candidatos e dos Correios, em 2011, que registrou 1.120.393 participações.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.