ASSINE

Cursos ajudam jovem da periferia de Vitória a aprender uma profissão

Participantes são indicados pelo Cras da região; curso visa promover o desenvolvimento de competências e valores como senso crítico e empreendedorismo

Tempo de leitura: 3min
Vitória
Publicado em 29/07/2022 às 10h30
Projeto oferece capacitação para jovens entrarem no mercado de trabalho
Jovens atendidos pelo programa de capacitação em São Pedro. Crédito: Divulgação

Um projeto social desenvolvido na comunidade de São Pedro, em Vitória, capacita e insere no mercado de trabalho adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social. A iniciativa é desenvolvida pela organização filantrópica Ensino Social Profissionalizante (Espro), que atua por meio da socioaprendizagem.

As aulas são gratuitas e voltadas para um público com idade entre 18 e 22 anos. Durante o programa, os participantes têm aulas sobre indústria 4.0, comunicação 4.0 e noções básicas de tecnologia da informação, além de outros tópicos requisitados pelo mercado de trabalho. Ao final do treinamento, os jovens são indicados para entrevista de emprego em uma das empresas parceiras do projeto.

A partir deste mês, o Espro passa a oferecer uma nova modalidade do Projeto de Formação para o Mundo do Trabalho, o FMT 4.0. O curso de capacitação será 100% baseado em aplicativo de mensagens instantâneas.

“Encontramos uma solução que fala a linguagem do jovem, por meio de aplicativo de mensagens. Eles vão interagir com os professores e desenvolver algumas atividades, além de entender questões técnicas e comportamentais. Também há encontros presenciais com os instrutores. A ideia é prepará-los para ingressar no mercado de trabalho”, comenta o superintendente executivo do Espro, Alessandro Saade.

Ele ainda destaca que o curso visa promover o desenvolvimento de competências e valores como senso crítico, empreendedorismo, autonomia e responsabilidade.

“Nosso objetivo é auxiliar esses profissionais a serem protagonistas da construção de uma sociedade mais inclusiva, bem como apoiar suas famílias e comunidades, seja por meio de projetos de capacitação ou assistência social”, resume.

Uma nova turma já está em andamento e a seleção foi feita em parceria com o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da região de São Pedro, que indicou os participantes.

A capacitação dos jovens tem a duração de dois meses e meio. O programa conta com 21 empresas parceiras, que absorvem esses jovens. Atualmente, 62 pessoas estão com contrato ativo no Espírito Santo. Desde 2015, já foram treinados mais de 150 jovens.

O gerente regional do Espro, responsável pelos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro, Flávio Leite, ressalta o interesse crescente dos jovens da comunidade em participar das iniciativas. Para isso, são criadas, a todo instante, maneiras de continuar com os atendimentos, como foi o caso da pandemia. Durante o período pandêmico, foram disponibilizados tablets com plano de internet para que eles pudessem prosseguir no FMT por meio de uma plataforma on-line.

“Agora, o novo curso por aplicativo de mensagem, aliado à retomada do curso presencial, amplia ainda mais as nossas condições de atendimento. A ideia é oferecer as ferramentas necessárias para que a juventude possa ter a chance de se desenvolver bem durante a entrevista para que assim ela possa ter a chances de conquistar uma vaga de emprego”, comenta Leite.

Uma nova turma deve ser aberta em setembro, com 30 oportunidades em cursos presenciais. Neste caso, os interessados podem procurar o CRAS da região de São Pedro ou se candidatar pela internet, no site do programa

Há quase um ano a estudante Emilly Ferreira Fernandes, de 16 anos, participou do curso de aprendizagem do Espro. Depois de aprender um pouco sobre marketing, logística, RH e informática, ela conseguiu um emprego em um shopping da Grande Vitória.

“Sempre quis trabalhar e me desenvolver. Com o meu trabalho, eu consigo ajudar minha família e ainda desenvolver outras habilidades como falar em público. Estou no 1º ano do Ensino Médio e quero muito fazer faculdade de Direito”, comenta a jovem.

SERVIÇO

  • Como participar: os interessados em participar das próximas turmas devem procurar o Cras de São Pedro ou acessar o site do Espro.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.