ASSINE

Governo federal prevê 12 concursos em 2023 com 14.427 vagas

A maior oferta de vagas deve ser oferecida no certame do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A autarquia solicitou 7.830 oportunidades

Tempo de leitura: 5min
Vitória
Publicado em 18/06/2022 às 15h50

O ano ainda está na metade, mas os órgãos da União já se movimentam para fazer novas contratações no próximo ano. A previsão é de que o governo federal abra ao menos 14.427 vagas em 12 concursos públicos em 2023. 

Os postos serão distribuídos por cargos de níveis médio e superior, nas mais diferentes áreas. Os salários podem passar de R$ 21 mil mensais, de acordo com a instituição. Para que os processos seletivos sejam realizados é necessária a autorização do Ministério da Economia.

Porém, antes disso, os órgãos precisaram enviar o pedido de abertura das seleções para que possam constar no orçamento do próximo ano. O prazo para envio das solicitações terminou  no dia 31 de maio.

Na sequência, a equipe do ministro Paulo Guedes começa a elaborar a previsão orçamentária que será apresentada no Congresso Nacional em agosto. O material traz a previsão de arrecadação e também os gastos da União.

Veja a lista abaixo:

INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já está autorizado a contratar mil técnicos do seguro social, carreira que exige o nível médio e tem salário de R$ R$ 5.186,79.

A autarquia tem expectativa ainda de abrir vagas para analista do seguro social, de nível superior. O salário é de R$ 7.659,79. No total, o instituto solicitou 7.830 vagas. Por isso, aumentam as expectativa de que novos postos possam ser autorizados em breve. O último concurso do órgão foi realizado há sete anos.

Milhares de brasileiros receberão valores devidos pelo INSS neste ano de 2021
INSS terá mais de 7 mil vagas em novo concurso público. Crédito: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

ANS

As agências reguladoras também devem solicitar novas contratações em breve. Uma delas é a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que deverá abrir 90 vagas, que é o total de cargos vagos atualmente.

As oportunidades devem ser distribuídas da seguinte maneira:

  • Técnico administrativo (34 vagas) - R$ 7.016,67;
  • Técnico em regulação de saúde suplementar (16) - R$ 7.388,37
  • Especialista em regulação de saúde suplementar (33) - R$ 15.058,12
  • Analista administrativo (7) - R$ 13.807,57.

ANTT

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) prevê a contratação de 362 novos servidores em 2023. As carreiras serão destinadas a profissionais de níveis médio e superior:

  • Técnico em regulação de serviços de transportes terrestres - 226 vagas (R$ 7.846,37) 
  • Técnico administrativo - 38 (R$ 7.474,67)
  • Analista administrativo - 30 (R$ 14.265,57) 
  • Especialista em regulação de serviços de transportes terrestres - 68 (R$ 15.516,12).

ANVISA

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) terá 107 vagas, que é o total de cargos vagas atualmente na autarquia. Os salários variam de R$ 7,4 mil a R$ 15,5 mil. As chances serão distribuídas da seguinte maneira:

  • Técnico em regulação e vigilância sanitária (5) 
  • Técnico administrativo (44)
  • Especialista em regulação e vigilância sanitária (43) e analista administrativo (15).

ANA

A Agência Nacional de Águas (ANA) tenta desde 2020 autorização para abrir novo concurso. Para o próximo ano, o pedido foi o mesmo dos anos anteriores: 101 vagas.

  • Técnico administrativo (10)
  • Especialista em regulação de recursos hídricos e saneamento básico (53) 
  • Analista administrativo (38).

As carreiras têm subsídios de R$15.058,12 para os especialistas, R$ 13.807,57 para os analistas administrativos, e de R$ 7.016,67 para os técnicos administrativos.

IBGE

Outra instituição que vai abrir contratar servidores efetivos será o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A autarquia pediu abertura de 2.503 postos de trabalho, distribuídos da seguinte maneira:

  • Analista de planejamento, gestão e infraestrutura e tecnologista em informações geográficas e estatísticas (1.004 vagas)
  • Pesquisador em informações geográficas e estatísticas (11)
  • Técnico em informações geográficas e estatísticas (1.488).

A remuneração será de R$ 8.488,47 para o cargo de analista, R$ 9.389,06 para a do pesquisador e R$ 3.677,27 para os técnicos.

CVM

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pediu à pasta de Paulo Guedes a abertura de 127 vagas. A carreira de agente executivo exige o nível médio e tem 50 vagas solicitadas. Os selecionados vão receber salário de R$ 7.647,98, já somando o auxílio-alimentação de R$ 458.

Também foram pedidas 27 vagas para inspetores e 50 para analistas, ambas destinadas a cargos de nível superior.

FUNAI

Em 2021, a Fundação Nacional do Índio (Funai) pediu abertura de concurso com 1.043 vagas. Esse quantitativo, entretanto, deve se repetir este ano. As chances são para carreiras de níveis médio e superior.

RECEITA FEDERAL

Outro órgão que está a vários anos sem fazer contratações é a Receita Federal. Entretanto, o Ministério da Economia já autorizou a abertura de um novo concurso público. O prazo para a publicação do edital é de de seis meses. 

As oportunidades serão distribuídas da seguinte maneira:

  • 230 vagas para auditor-fiscal
  • 469 vagas para analista-tributário.

Os dois cargos exigem nível superior e a remuneração é de R$ 21 mil a R$ 11,6 mil, respectivamente.

POLÍCIA FEDERAL

Polícia Federal encaminhou ao Ministério da Justiça e Segurança Pública um pedido de abertura de concurso para a área Administrativa. Neste caso, serão 600 vagas. A pasta é responsável por conduzir o pedido ao Ministério da Economia.

Os postos serão para agente administrativo, que tem como requisito o nível médio e tem ganhos iniciais de R$ 4.710,76. O certame poderá ter também cargos de nível superior, com remuneração de R$ 5.559,67.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

O Ministério da Justiça também solicitou ao governo federal contratar 721 servidores de níveis médio e superior, todas voltadas para a área de apoio.

As chances serão para:

  • 170 para analista técnico de políticas sociais da carreira de desenvolvimento de políticas sociais
  • 551 cargos de níveis superior e médio do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo.

BANCO CENTRAL

A instituição pediu a liberação para preencher 245 vagas nas carreiras de técnico, analista e procurador. A solicitação foi feita no ano passado, mas acabou não sendo atendida. As oportunidades devem ser provida entre 2023 e 2024.

  • Analista - nível superior (200)
  • Técnico - nível médio (30)
  • Procurador - nível superior (15)

O salário para técnico é de R$ 7.741,31, incluindo o auxílio-alimentação de R$458. Já os cargos de analista e procurador exigem o nível superior e têm remuneração de R$ 19.655,06 e R$ 21.472,49, respectivamente.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.