ASSINE
Bia Brunow é uma jornalista que virou cozinheira. Por aqui vamos ter muita cozinha afetiva, viagens e histórias contadas entre uma garfada e outra

Milanesa de porco, maionese de batata e salada de repolho

Embora a receita seja uma mistura deliciosa de influências da Alemanha (schnitzel) e do Japão (tonkatsu), o sabor é bem brasileiro

Publicado em 01/09/2021 às 02h00
Porco à milanesa, salada de repolho crocante e salada de batata, por Bia Brunow
A receita do lombinho de porco empanado rende quatro porções. Crédito: Bia Brunow

Schnitzel mit kartoffelsalat, em alemão, ou tonkatsu, em japonês. Você pode escolher como chamar essa combinação deliciosa de lombo de porco empanado, maionese de batata e ovo e uma salada de repolho que, juro, dá vontade de comer em baldes.

Acho que essa curiosidade em testar e misturar sabores é uma das partes mais divertidas da culinária. E, ao contrário do que pensam, é perfeitamente possível de fazer com ingredientes simples, como mostro nas receitas a seguir.

MILANESA DE PORCO, MAIONESE DE BATATA E SALADA DE REPOLHO

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 60 minutos, em média
Nível: fácil

  • INGREDIENTES: 
  • Salada de repolho:
  • ½ repolho roxo cortado em fatias não tão finas
  • 2 dentes de alho ralados
  • 1 colher (sopa) de vinagre de arroz
  • 1 limão (suco)
  • 3 colheres (sopa) de molho de soja
  • Azeite 
  • Maionese de batata:
  • 300g de batata cortada em cubos
  • 1 colher (sopa) de sal
  • 3 ovos cozidos
  • Cebolinha a gosto
  • 2 colheres (sopa) de maionese
  • Orégano fresco (opcional)
  • Azeite, sal e pimenta-do-reino
  • Milanesa de porco:
  • 4 bifes de lombinho suíno (aproximadamente 200g cada um)
  • Sal e pimenta-do-reino
  • 4 ovos batidos
  • 100g de farinha de trigo
  • 200g de farinha panko ou farinha de rosca
  • Pimenta calabresa a gosto
  • Gergelim a gosto

COMO PREPARAR

Vamos começar pela salada de repolho, pois ela fica mais saborosa se deixada para descansar por pelo menos meia hora na geladeira. Para ela, basta misturar bem o repolho e os ingredientes em uma tigela, de forma que os temperos fiquem bem distribuídos entre as folhas. Deixe repousar na geladeira. DICONA: no dia seguinte, essa salada fica ainda melhor.

Em seguida passamos para a maionese de batata. Eu gosto de cortar cubos pequenos, de mais ou menos dois centímetros cada um, e cozinhar por sete minutos em água salgada. Se você curtir batatas mais macias, deixe cozinhar por mais tempo. Os ovos também cozinho por sete minutos, para ficarem bem cozidos.

Pique os ovos na ponta da faca e misture às batatas. Corrija o sal, acrescente a pimenta, as ervas aromáticas e a maionese (caseira ou industrializada). Finalize com bastante cebolinha picada.

Por último, prepare a carne. Comece temperando os bifes com sal e pimenta-do-reino. Prepare as três fases do empanado: em um prato, coloque o trigo; no outro, os ovos batidos e, em um terceiro prato, a farinha panko (ou de rosca) com a pimenta calabresa e o gergelim. Vale temperar com uma pitada de sal em cada um dos processos.

Passe os bifes no trigo, retire o excesso, passe nos ovos e, em seguida, na farinha panko ou de rosca. Repita esse processo em todas as peças.

Em uma panela ou frigideira, aqueça óleo vegetal em quantidade que dê para cobrir os bifes. Frite um por um, com cuidado para que o óleo não superaqueça. Se você curte, vale servir com uma fatia de limão.

Clique aqui para ler as colunas anteriores e acompanhe a colunista também no Instagram

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Gastronomia Receitas culinaria opinião

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.