ASSINE

Todas Elas e Suzano lançam série com dicas de negócios para mulheres

Vídeos vão ajudar o público feminino a ter sucesso no mercado. Especialistas darão orientações sobre como identificar o perfil empreendedor, como tirar uma ideia do papel e como equilibrar a vida financeira

Ciclo de palestras vai ajudar mulheres a empreender
Ciclo de palestras vai ajudar mulheres a empreender. Crédito: Pixabay

O projeto Todas Elas, em parceria com a Suzano, vai lançar uma série de palestras sobre empreendedorismo feminino para ajudar mulheres a entrarem no mundo dos negócios. Os vídeos começam a ser publicados no site A Gazeta, na página do Todas Elas, a partir da próxima semana.

Ao todo, serão três encontros. O primeiro vai falar sobre os “7 passos para identificar se você tem o perfil empreendedor”, que terá como convidada a psicóloga e mestre em Administração, Gisélia Freitas. A palestra estará disponível a partir de 19 de julho.

O segundo encontro, terá como temática “5 dicas de como tirar a ideia do papel”. O painel será apresentado pela consultora e especialista em empreendedorismo feminino, Josy Santos. O conteúdo estará disponível a partir do dia 26 de julho.

Já a terceira e última palestra da série será sobre “7 dicas para equilibrar a vida financeira da sua empresa”. As orientações serão da analista do Sebrae/ES, Renata Braga. O vídeo sobre o tema poderá ser conferido a partir de 2 de agosto.

A editora-chefe de A Gazeta/CBN, Elaine Silva, destaca que o projeto do Todas Elas tem o objetivo de construir uma rede de apoio para ajudar as mulheres a crescerem e se desenvolverem em todos os segmentos. Segundo ela, desde quando o projeto foi criado, a intenção não era apenas divulgar e denunciar a violência e o assédio contra as mulheres.

A proposta era também dar elementos para que o público feminino pudesse encontrar a liberdade financeira e também ter sucesso profissional, no mercado de trabalho ou no mundo dos negócios. 

Na primeira fase do Todas Elas, a ideia era alertar o alto índice de violência contra as mulheres no Espírito Santo, seguido pela etapa de apoio, com a divulgação de canais para se fazer denúncia, por exemplo.

Nesta terceira fase do projeto, como explica a editora-chefe, o finalidade é mostrar que há uma luz no fim do túnel para quem passa por algum tipo de violência, problema de relacionamento na família ou assédio no trabalho. 

"A pessoa pode achar que está no fundo do poço, mas não está, e queremos mostrar que é possível se reerguer. E isso só pode ser feito pela educação e pelo conhecimento. Apostamos muito nisso, de a Rede Gazeta ser um canal para que empresas e instituições possam oferecer cursos, ensinar coisas que as mulheres estejam a fim de fazer. E isso vai desde serviços ligados a questões domésticas, como culinária e gastronomia, até  mesmo ter espaço dentro das empresas, reduto que sempre foi muito masculino", explica Elaine.

Ela ainda acrescenta que o Todas Elas conseguiu se aproximar de organizações, como é o caso da Suzano, para mostra que as companhias estão junto nessa iniciativa de que não existe essa coisa de um trabalho ser só de homem. "Trabalho todo mundo pode exercer. A união de forças serve para combater a violência e mostrar às mulheres  que elas podem ser o que elas quiserem”, ressalta Elaine.

A editora acredita que o empreendedorismo é uma oportunidade da mulher alcançar seus sonhos, exercendo, muitas vezes, essa atividade mesmo dentro de casa, junto com o cuidado dos filhos. Para isso, uma das apostas é a capacitação. 

“Empreender não é só ter vontade. Muitas mulheres acabam se frustrando porque não têm esse apoio e acabam achando que negócio não vai dar certo. A orientação vai desde como funciona fluxo de caixa, atendimento ao cliente ou exposição de produtos na internet. O empreender da mulher já existe, o negócio é a gente conseguir fazer com que ela cumpra o ciclo todo para o negócio dar certo”, complementa Elaine.

A coordenadora de comunicação e marca da Suzano, Brenda Nascimento, explica que a empresa tem o compromisso de desenvolver a diversidade e o respeito às mulheres.

“Esses compromissos vão além da empresa. Da mesma forma que queremos mais mulheres em cargos de liderança dentro da companhia, queremos empoderá-las e prepará-las para os desafios profissionais. Vemos com bons olhos essa parceria com a Rede Gazeta para ajudar nesse movimento transformacional”, ressalta.

Brenda lembra que muitas pessoas pensam o empreendedorismo como coragem de criar o próprio negócio, mas ela também acredita que é possível empreender dentro da empresa. “Empreender é fazer algo novo, é galgar espaço na área de gestão, por exemplo. Para que tudo dê certo, é necessário que a mulher saiba o que ela quer", destaca.

Brenda ainda acrescenta: "Acredito que a Suzano, uma grande empresa onde a maioria dos funcionários é homens, e uma grande rede de comunicação, como a Rede Gazeta, juntas possam formar uma aliança do bem para encorajar as mulheres e mostrar que o empreendedorismo é um caminho”, afirma.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

Dia 19 de julho

  • Tema: 7 passos para identificar se você tem o perfil empreendedor
  • Palestrante: Gisélia Freitas, psicóloga e mestre em Administração.

Dia 26 de julho

  • Tema: 5 dicas de como tirar a ideia do papel
  • Palestrante:  Josy Santos, consultora e especialista em empreendedorismo feminino.

2 de agosto

  • Tema: 7 dicas para equilibrar a vida financeira da sua empresa
  • Palestrante: Renata Braga, analista do Sebrae/ES.

Onde assistir

Os vídeos estarão disponíveis no site A Gazeta, na página do Todas Elas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.