ASSINE

Parceria com ONG vai ajudar no empoderamento digital de mulheres do ES

Plataforma de cursos foi lançada nesta terça-feira. Aulas são 100% digitais, gratuitas e fornecem certificado reconhecido pelo mercado

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 20/04/2021 às 18h00
Mulher no computador. Curso
Mulher no computador. Curso. Crédito: Freepik.com

governo do Espírito Santo fechou uma parceria com a ONG Recode para fornecer cursos de programação, gestão de projetos e carreira para fomentar a inclusão digital principalmente das mulheres. A plataforma foi lançada em evento virtual nesta terça-feira (20) como parte do programa Agenda Mulher.

Os cursos são ofertados de forma 100% virtual e gratuita, e podem ser feitos cem qualquer plataforma (celular, computador ou tablet). Ao final do percurso formativo, a aluna recebe um certificado reconhecido pelo mercado.

"A plataforma é gamificada (simula um jogo). A cada módulo realizado, a aluna ganha um emblema virtual e no final ela recebe certificado de conclusão", explica a gerente de projeto da Recode, Cassiane Lanzoni. Ela afirma que, para fazer os cursos é preciso ter mais de 14 anos, mas não é necessário ter nenhum tipo de conhecimento prévio em tecnologia.

Na parceria com o governo do Estado, serão disponibilizadas três "trilhas" diferentes: a Reprogramando Seu Futuro foca na criação de roteiros para a colocação da pessoa no mercado de trabalho; a Ferramentas Digitais ensina as ferramentas do Windows como Excel e Power Point, para uso profissional; e a ProgramAção é voltada para o desenvolvimento de apps com as principais linguagens de programação. A duração de cada percurso varia de 40 a 60 horas.

"A pandemia nos empurrou para trás da tela do computador com mais força", aponta a vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes. Segundo ela, a parceria com a Recode veio de uma necessidade de dar mais suporte aos empreendedores capixabas,  principalmente as mulheres, que tiveram dificuldades em se adaptar às plataformas digitais.

"As pessoas não têm conhecimento de como entrar, de como expor seu produto, como vender na plataforma digital. Tem curso no Recode que ensina a pessoa a criar o próprio app. Essa falta de conhecimento fez muita falta da pandemia", aponta.

Segundo Jacqueline Moraes, embora o foco inicial sejam mulheres empreendedoras, a intenção do governo é ampliar o público-alvo, divulgando a plataforma nos Sines municipais, por exemplo, para auxiliar na capacitação a quem procura emprego. 

Também faz parte do futuro do projeto a disponibilização dos cursos para os adolescentes que cumprem medidas socioeducativas no Iases.

"Não é só um aprendizado digital, é um aprendizado de vida. Com o fim da pandemia, se tiver alguma comunidade que tenha interesse em colocar em um espaço uma plataforma de cursos presenciais, podemos fazer também", afirmou a vice-governadora.

A RECODE

A Recode é uma organização social que promove o empoderamento digital através da criação e disseminação de metodologias de formação empreendedora e do uso de ferramentas digitais com o objetivo de estimular o uso ético, consciente e cidadão da tecnologia. Com 26 anos de atuação, está presente em nove países e já alcançou mais de 1,8 milhão de pessoas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.