ASSINE
Jornalista de A Gazeta, há mais de 10 anos acompanha a cobertura de Economia. É colunista desde 2018 e traz neste espaço informações e análises sobre a cena econômica

Fucape vai oferecer cursos gratuitos de educação financeira no ES

Faculdade capixaba, por meio do Laboratório de Finanças e da fintech de crédito Unit, quer fechar parcerias com empresas para ajudar profissionais que ganham até R$ 3.500 a cuidar melhor do dinheiro

Publicado em 19/04/2021 às 02h00
Curso tem objetivo de desenvolver a cultura financeira entre os profissionais
Curso tem objetivo de desenvolver a cultura financeira entre os profissionais . Crédito: Freepik

A Fucape, por meio do Laboratório de Finanças e da Unit (fintech de crédito), vai oferecer cursos gratuitos de educação financeira para profissionais que ganham até R$ 3.500 mensais e atuam em companhias privadas, organizações não-governamentais ou empresas públicas.

O curso vai ser virtual e terá uma carga horária de 15 horas. A programação será dividida em quatro módulos: 1) Você e o dinheiro; 2) Planejamento financeiro; 3) Desendividamento; 4) Poupança e investimentos.

Segundo a coordenadora do Fucape Finance Lab + Valor, Neyla Tardin, a iniciativa, que faz parte do programa #Finançasparatodos, tem o objetivo de estimular cidadãos a serem mais conscientes na gestão das finanças de modo que as pessoas saibam fazer escolhas de investimento, poupança e endividamento.

Neyla Tardin 

Neyla Tardin 

Coordenadora do Fucape Finance Lab + Valor

"O nosso propósito é disseminar a cultura da educação financeira. É uma forma de contribuir com a cidadania, ajudando trabalhadores a lidar melhor com sua previdência e suas dívidas. A Unit é uma fintech parceira do programa e tem o mesmo propósito"

Neyla explica que organizações interessadas em participar devem procurar o Fucape Finance Lab por meio da própria faculdade, localizada em Vitória, ou do site www.fucape.br.

A partir das parcerias que serão firmadas, será montado junto ao RH de cada empresa um programa que atenda os funcionários da instituição. A professora adiantou à coluna que a primeira companhia a aderir ao programa foi a Extrafruti.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.