ASSINE

Jacqueline Moraes fala sobre desafios da liderança feminina em live do Todas Elas

Vice-governadora contará um pouco da sua trajetória como empreendedora e também na esfera política. Ela também falará sobre a importância de se combater o machismo no mercado e também no ambiente político

Publicado em 17/05/2021 às 13h18
Vice-governadora Jacqueline Moraes fala sobre os desafios da liderança feminina
Vice-governadora Jacqueline Moraes fala sobre os desafios da liderança feminina. Crédito: Secom-ES/Divulgação

A vice-governadora do Espírito Santo, Jacqueline Moraes (PSB-ES), primeira mulher negra a ocupar o segundo cargo mais importante do Estado, participará da live "Liderança feminina e a guerra contra o machismo nas empresas", do Todas Elas, da Rede Gazeta. O bate-papo contará ainda com a presença da atriz global Suzana Pires e das representadas da Suzano Fabiano Piva e da ONU Mulher Tayná Leite. O encontro será a partir das 19h30, desta terça (18) e terá mediação da jornalista Elis Carvalho. 

Natural de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, a vice-governadora falará sobre os desafios que já enfrentou ao longo da sua trajetória como empreendedora e na política, construída em uma sociedade machista e patriarcal. Ela já foi vendedora ambulante, líder comunitária e vereadora.

“Desde a época em que fui vereadora, incentivava as mulheres a ocuparem o seu lugar na política. Nesse meio, é muito difícil ter voz. É como se o que eu dissesse, não fosse compreendido ou validado nesses espaços, ocupados majoritariamente por homens”, explica.

Ela conta que durante sua história foi alvo de ataques e teve sua capacidade subestimada. Apesar de desafiador, ela encarou essas situações como uma forma de resistência e combustível para se fortalecer. “Cheguei no mandato com esse intuito: preciso criar um legado para as mulheres”.

Para Jacqueline, todos os pontos que cercam a luta feminina demonstram a evolução histórica conquistada pelas mulheres. Ainda assim, considera os avanços muito recentes.

“A nossa Constituição tem pouco mais de três décadas e não faz nem noventa anos que as mulheres conquistaram o direito ao voto. Muitos paradigmas ainda precisam ser quebrados”, pontuou.

Idealizadora do projeto Não Seja Laranja, a vice-governadora explica que a campanha tem o objetivo de conscientizar as mulheres sobre a importância de não se candidatarem a cargos políticos apenas para o cumprimento de cotas eleitorais, e sim, a colocarem o nome à disposição da chapa em defesa do povo e da política.

TRAJETÓRIA

Vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes é empreendedora individual, militante dos direitos da mulher e estudante de Direito. Casada, mãe de três filhos e avó de um neto, trabalhou como vendedora ambulante no Centro de Vitória e iniciou sua participação na política nessa mesma época. Ativa nos movimentos sociais, presidiu a Associação de Vendedores Ambulantes do Espírito Santo e, por duas vezes, a Associação dos Moradores do Bairro Operário, em Cariacica.

Em 2012, foi eleita vereadora em sua primeira eleição disputada, onde permaneceu até 2016. Em seu mandato, foi vice-presidente da Mesa Diretora e relatora de importantes comissões, como de saúde, educação e assistência social. Também apresentou vários projetos voltados para defesa do público feminino, como o Fórum Permanente de Debates em Favor da Erradicação da Violência Contra as Mulheres.

Em 2018, tornou-se a primeira mulher negra a ser eleita vice-governadora do Estado.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.